Shamballa é uma dimensão paralela onde há uma plenitude, depois, um vácuo. A mesma significa “lugar de paz” e é habitada somente por seres perfeitos, nesse caso, as almas dos maiores Mestres da história, que observam e guiam a humanidade. Com o roteiro de J. M DeMatteis (Star Trek #18, Spider-Man: The Lost Years) e arte de Dan Green (Animal Man the NewDefenders #57) Doctor Strange: Into Shamballa é uma Graphic Novel  publicada pela Editora Abril em 1989, e é aqui que vemos a jornada de Doutor Estranho neste lugar tão peculiar.

doutor-estranho-shamballa-2

 A trama se inicia com Stephen Vincent Strange, nosso Doutor Estranho, em um santuário. O mesmo ganhou um presente do Ancião – que morreu há alguns anos. Uma caixa mítica composta por espelhos e que ao ser aberta revela uma outra dimensão: Shamballa.
Doutor Estranho ganha três instruções: deve completar um feitiço que produzirá o cataclismo final, onde a Terra irá se perder em fogo e doenças e três quartos da humanidade irão morrer; iniciar o Período de Ouro, servindo como a “primavera de uma nova raça, que portará a Perfeição”. Ademais, todos esses acontecimentos servem também como uma viagem de autoconhecimento para Stephen, um teste.

shamballa-doutor-estranho

 Com J. M DeMatteis no roteiro temos um gibi que foge totalmente do convencional. Shamballa é uma história sem muitos diálogos, tendo como foco principal a narrativa, onde a mesma é deveras complexa. Portanto, fazer uma leitura calma, tanto para melhor compreensão quanto para aproveitar esta história incrível, é um ponto forte para torná-la ainda mais produtiva. DeMatteis acertou em todos os quesitos: demonstrou com clareza a coesão de suas ideias; a misticidade do Doutor Estranho no gibi em questão foi espetacular, junto a ligação que o mesmo sentia em relação ao Ancião após tantos anos. Shamballa é um gibi que quanto mais você lê, melhor ele fica. Pois sempre haverá algo de novo para se descobrir a respeito do mesmo.

dr-estranho

 Casando perfeitamente com o argumento de J.M temos a arte pintada de Dan Green, o mesmo é mais conhecido por trabalhar com a finalização de arte em outras histórias em quadrinhos, diferente do que fez em Shamballa. Dan dá um ar totalmente místico para o gibi e a paleta de cores que o mesmo ultiliza é incrível. A arte de Green fez com que a história, o argumento de J.M, se tornasse ainda mais grandioso.

dr-estranho-shamballa

 Shamballa é uma história deveras importante para muitos fãs do Doutor, devido a sua grandiosidade e o quão marcante é o cunho peculiar da mesma.  Scott Derrickson, diretor do filme Dr. Estranho,  fez questão de nos presentear com um easter egg – ou fan service – no longa, reverenciando a Graphic Novel.

facebook comments:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here