O escritor Brian Michael Bendis e o artista David Marquez estão trabalhando na vanguarda da Marvel comics, nos últimos dois anos, primeiro estabelecendo um novo status quo para Tony Stark em Invincible Iron Man e depois rasgando os Vingadores no meio da Guerra Civil II. Para sua mais recente colaboração, Bendis e Marquez estão entregando uma nova candidatura aos Defensores, que compartilha algumas coisas em comum com a próxima série da Netflix.

1 – A ideia iniciada há anos.

Com a lista do elenco  sendo o que é nesta série, não há como negar o fato de que Os Defensores estão bancando a emoção das próximas séries de TV. Mas Bendis lembrou daqueles que ligaram para que ele realmente preparasse o cenário para essa série em HQs, de volta em sua corrida de New Avengers. Todos os quatro personagens principais foram incluídos em New Avengers Vol. 2, e a série terminou em 2012 com uma provocação por um fenômeno potencial de Heroes for Hire. Cinco anos depois, Os Defensores estão basicamente fazendo bem com essa promessa, embora com um nome de equipe diferente.

“Essa idéia, e esses personagens, e como eles vão interagir e o que eles vão fazer é sempre o plano, bem antes do acordo da Netflix”, disse Bendis. Pedimos a Bendis e Marquez se eles dessem qualquer inspiração específica dos shows da Netflix para esta série, e ambos notaram que foram influenciados pela cinematografia e pelo uso da cor. Marquez disse: “Estamos levando algumas das coisas que foram bem sucedidas no show – eles atiraram na cidade lindamente, eles têm um uso incrível de cores – e estamos adicionando essas coisas se melhorar a qualidade do quadrinho”. 

2 – A exploração do Universo

Outra diferença fundamental entre Os Defensores dos quadrinhos e Os Defensores da série de Tv é que os quadrinhos tem muito mais opções quando se trata de explorar mais o Universo Marvel. Brevoort confirmou a aparição do Justiceiro antes da HQ ser lançada (embora em um papel inesperado), e Blade e Doutor Estranho foram ambos nomeados como outros heróis populares que estariam nas HQs. Bendis também confirmou que Night Nurse irá desempenhar um papel na série, pois a nova equipe estará em necessidade regular de atenção médica. Os criadores até provocaram um eventual confronto entre os novos Defensores e os membros da equipe original, que não ficará muito entusiasmado com a idéia de que o nome dos “Defensores” seja usado pela nova equipe.

3 – O tom é mais escuro e mais aterrado.

A frase “heróis nível de rua” surgiu várias vezes durante a chamada do lançamento da HQ, e isso parece resumir a abordagem que Bendis e Márquez estavam preste a levar a HQ. Os Defensores são uma alternativa fundamental, ao nível da rua, aos Vingadores, e eles terão um relacionamento muito amor / ódio com os cidadãos comuns do Universo Marvel. Essa abordagem fundamentada se estende à arte, com ambos os criadores se esforçando para pintar um retrato realista da cidade de Nova York. “Estes se sentem como lugares reais, e às vezes são lugares reais”, disse Bendis. “Os personagens realmente estão reagindo um ao outro. Eles estão reagindo ao mundo ao seu redor. David e eu passamos muito tempo falando sobre a cidade como um personagem e certificando-se de que eles reagem à cidade de maneira humana”. Bendis também insinuou que ele estararia oferecendo uma tomada muito diferente sobre o crime organizado no Universo Marvel, que reflete as mudanças que as organizações do mundo real experimentaram após o 11 de setembro. Marquez deixou claro que os fãs deveriam esperar uma abordagem visual muito diferente dessa série em comparação com as colaborações passadas de Bendis, como Civil War II e Invincible Iron Man.

facebook comments:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here