And she’ll ask me, “Do I look all right?”
I say “Yes, you look wonderful tonight.” – Wonderful Tonight – Eric Clapton

Eric Clapton é, provavelmente, aquele cara que toca e canta músicas que você sempre gostou, mas nunca soube o nome. Isso, claro, se você não for um grande amante da música, do rock, do blues, ou um guitarrista (difícil não se inspirar no Clapton).

Se você se encaixar em alguma dessas definições, dificilmente você não vai conhecer e admirar o segundo melhor guitarrista de todos os tempos, segundo a conceituada revista Rolling Stone (na frente de nomes como David Gilmour e Jimmy Page… pouca coisa, né?), conhecido como “Slow Hand“, pela forma que toca sua icônica Stratocaster branca, carregando cada nota com um longo e lento peso sentimental.

O britânico fez sucesso pela primeira vez na lendária banda Cream, ao lado dos geniais músicos Ginger Baker e Jack Bruce, em um trio de rock fortemente influenciado pelo blues. Aliado ao vocal marcante de Baker e as insanas batidas de Bruce, Clapton compôs faixas icônicas, como Sunshine of Your Love, Crossroads e White Room.

Fora o período no Cream, o guitarrista participou de alguns projetos musicais, como Derek and the Dominos, mas seus maiores sucessos foram em sua carreira solo. Com sua voz grave e marcante, aliado ao seu talento único na guitarra, compôs músicas geniais, que penetram o âmago da alma em cada nota, com riffs simples, perfeitamente melódicos e extremamente criativos.

Clapton já colocou diversas músicas suas nas primeiras colocações da Billboard, como I Shot The Sheriff (#1), Tears in Heaven (#2), Change the World (#5), Layla (#12) e diversas outras. Além disso, a lendária While My Guitar Gently Weeps, dos Beatles, foi tocada por ele (fazendo, como ninguém, a guitarra “chorar”), grande amigo do guitarrista George Harrison.

Com toda certeza, Eric Clapton é um artista que deve ser apreciado por todo fã da boa música, e, sinceramente, por qualquer pessoa. Suas músicas se encaixam em todos os momentos, com melodias que fixam-se no cérebro e criam um verdadeiro vício musical.

If I could be king, even for a day
I would take you as my queen
I would have it no other way
And our love would rule – Change The World – Eric Clapton

Curiosidades:

Em 1991, o filho de Clapton, Connor, de apenas 4 anos de idade, caiu do 53° andar do prédio em que morava, por causa de um descuido da babá. Clapton ficou extremamente perturbado com o ocorrido, e, como uma forma de extravasar toda sua tristeza, compôs seu grande sucesso Tears in Heaven, música na qual ele sonha com seu encontro com o filho após sua morte. A tristeza é extremamente nítida na faixa inteira.

Clapton era amigo íntimo do guitarrista dos Beatles, George Harrison, falecido em 2001. No entanto, Clapton era apaixonado pela mulher do amigo, e a relação entre os dois gênios é, até hoje, um dos casos mais discutidos e inusitados da história do rock’n’roll.

Situação atual:

Clapton lançou um disco novo em Março deste ano, nomeado de Old Sock, contém a participação de nomes como Paul McCartney e Steve Winwood. A sonoridade do álbum é extremamente variada, oscilando entre o blues, o rock, o reggae e o jazz.

facebook comments:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here