A Editora Companhia das Letras anunciou seus lançamentos para o mês de outono. Entre os títulos, é possível verificar variada lista de títulos! Vamos conferir?

O Teatro de Sabbath
Philip Roth
SELO: Companhia do Bolso
Lançamento: 20/03/2017

Brilhante e despudorado, este romance de Phillip Roth apresenta ao leitor o sexagenário Mickey Sabbath, artista de fantoches aposentado. Desempregado, sujo e trapaceiro, ele arrasta o leitor para o seu labirinto de adultério e morte. No auge da carreira, Roth realiza uma façanha de virtuosismo dramático. Entre as muitas perguntas que o livro suscita, uma se destaca: até que ponto é possível escrever sobre o sexo? O erotismo e uma profunda compaixão pela humanidade caminham de mãos dadas neste romance que já se tornou um clássico da literatura contemporânea.

Uma sensação Estranha
Orhan Pamuk

Selo: Companhia das Letras
Lançamento: 30/03/2017 

O principal personagem da obra de Orhan Pamuk não costuma ser uma pessoa, mas uma cidade: Istambul. Em Uma sensação estranha não é diferente. A transformação da cidade ao longo de várias décadas é apresentada pelos olhos de um vendedor ambulante, Mevlut, que passeia pelas ruas com potes de iogurte, arroz, ervilha e boza – uma bebida turca típica, feita com trigo fermentado. Nascido num pobre vilarejo, Mevlut sai de casa aos doze anos rumo à cidade grande. Ali começa uma série de tentativas falhas de estudar, abrir negócios, engajar-se politicamente. Quando Mevlut chega à meia-idade, todos a seu redor estão de olho nas benesses fugazes de uma Turquia que se moderniza. Em Uma sensação estranha, Pamuk pinta um quadro brilhante da vida entre os recém-chegados que transformaram Istambul ao longo dos últimos cinquenta anos.

Querido mundo, como vai você?
Toby Little
Selo: Paralela 
Lançamento: 27/03/2017

Quatro meses depois de tomar essa decisão ambiciosa e de receber o apoio dos pais, Toby atingiu seu objetivo. E, para sua surpresa, o mundo escreveu de volta! Nesta coletânea, que conta com mais de 150 dessas cartas, você encontrará as conversas adoráveis e inusitadas entre Toby e os mais variados destinatários: de um cientista que vive na Antártica ao papa Francisco, passando pelo palácio de Buckingham e por uma escola no Turcomenistão. Em meio a cartas enviadas a um astronauta canadense e a Nelson Mandela, você redescobrirá, através do olhar infantil de Toby e de seu encantamento pelo outro, um mundo feito de culturas diferentes, mas com pessoas semelhantes na vontade de torná-lo um lugar melhor. Um mundo que fica até pequeno se comparado ao alcance que tem o sonho de uma criança com determinação para alcançá-lo.

Noite dentro da Noite
Joca Reiners Terron
Selo: Companhia das letras
Lançamento: 30/03/2017

Durante uma brincadeira no colégio, um garoto bate a cabeça e entra em coma. Ele desperta sem saber ao certo quem é, e, conforme suas memórias vão se dissolvendo, tem início o que vem a ser conhecido na família como O Ano do Grande Branco. Nos meses seguintes, o garoto vive a sensação intensa de que aquelas pessoas que cuidam dele e que o alimentam não são seus pais. Todavia, os barbitúricos receitados pelo médico confundem seu raciocínio e o garoto vai aos poucos perdendo as certezas que alguém de onze anos pode ter. É a partir daí que Joca Reiners Terron vai contar essa labiríntica história. Com uma galeria que inclui espiões, guerrilheiros, caçadores e pelo menos um monstro da natureza, Noite dentro da noite percorre a história recente do Brasil, inserindo nossa realidade no mesmo caleidoscópio que faz mover este romance incomum e extraordinário.

Trilogia do Adeus
João Anzanello Carrascoza
Selo: Alfaguara
Lançamento: 30/03/2017

Nesta trilogia, João Anzanello Carrascoza oferece um panorama que se estende através do tempo para falar da relação fragmentada das famílias. No primeiro livro, Caderno de um ausente (vencedor do prêmio Jabuti 2015 e reeditado agora pela Alfaguara), o pai João escreve uma longa carta para a filha recém- -nascida, Beatriz, para o caso de não estar presente no futuro dela. Já no segundo volume, Menina escrevendo com pai, é Bia quem responde, narrando a vida e o relacionamento dos dois. Por fim, em A pele da terra, Mateus, filho mais velho de João e irmão de Bia, narra sua relação com o próprio filho, outro João, durante uma peregrinação. Um olhar tríplice sobre os vínculos entre pais e filhos, e sobre como pequenas ações do cotidiano nos marcam para sempre.