Título: Darkmouth (Os Caçadores de Lendas #1)
Autor: Shane Hegarty
Editora: Novo Conceito #irado
Páginas: 336

Sinopse: “Elas estão chegando! As Lendas (ou melhor, monstros aterrorizantes que se alimentam de humanos) invadiram a cidade de “Darkmouth”. Elas querem dominar o mundo. Mas não entre em pânico! Finn, o último dos Caçadores de Lendas, vai nos proteger. Finn tem doze anos, adora animais, não leva muito jeito para lutar; mas é muito, muito esforçado. E todos nós sabemos que ser esforçado é a melhor arma contra um Minotauro faminto, né? Hum… Pensando bem, pode entrar em pânico. Entre em pânico agora! Corra!”

Finn tem 12 anos e mora em Darkmouth, a última das Vilas Flageladas onde ainda se abrem portais trazendo furiosas e famintas Lendas, como são chamados os monstros que moram no Lado Infestado, que querem dominar a Terra.

Último em uma linhagem de séculos de Caçadores de Lendas e faltando cerca de um ano para sua Conclusão (cerimônia em que se tornará oficialmente um Caçador de Lendas), Finn não está muito bem no seu treinamento. Apesar dos esforços do pai, Hugo, o Grande, ele não consegue se dar bem com sua própria armadura ou mirar o dissecador – que é basicamente uma arma que transforma essas criaturas enormes em bolinhas de pêlos do tamanho de bolas de tênis – no alvo certo, causando prejuízos pela cidade inteira. Naturalmente, os moradores de Darkmouth começam a se revoltar com a falta de habilidade do garoto, crentes de que ele não poderá ser o próximo guardião da cidade.

Motivo de chacota e olhares tortos na escola – especialmente dos Gêmeos Savage, que são um porre –, Finn conhece Emmie, uma montanha de cabelos ruivos tagarela que acabou de se mudar para a cidade com o pai, muito apesar de ninguém jamais se mudar para Darkmouth, e se torna sua única amiga.

Shane Hegarty criou um universo novinho em folha para os amantes de fantasia, com ilustrações de monstros mitológicos que já conhecemos e outros completamente inusitados em uma diagramação impecável. Darkmouth me deixou com um gostinho de Como Treinar Seu Dragão com seus diálogos divertidos, não porque as histórias são semelhantes, mas existe essa delicadeza em livros infanto juvenis que, não importa a idade, eu sempre vou amar.

Dono de uma enorme curiosidade, uma paixão por animais, uma sagacidade adorável de criança e um humor ácido, Finn me cativou desde a primeira página e, apesar de ser um livro sobre crianças para crianças, toda a infantilidade foi dosada muito bem e só me divertiu.

Com a ajuda do Mr. Glad, o Reparador da família – cargo de honra próximo aos Caçadores de Lendas –, seu pai e a nova amizade de Emmie, Finn vai tentar vencer sua falta de espírito herói e dar seu jeitinho pra superar as dificuldades que aparecem, sempre se importando muito com a sua família e a lealdade de quem está perto dele.

O livro não está livre de falhas, pro final eu senti as coisas acontecendo rápido demais e alguns problemas poderiam simplesmente ter sido cortados por ter uma solução muito simples. Só que, em contrapartida, a narrativa é tão gostosa que você não consegue parar nesses tropeços, precisa ler mais! O detalhismo te dá a impressão de estar assistindo a um filme e eu fiquei apaixonada pelas reviravoltas e respostas criativas que, para mim, foram os pontos altos e um indicativo da qualidade da história.

O primeiro livro da série Os Caçadores de Lendas foca na relação entre pai e filho, misturando um toque de drama com humor e ação e deixando um ganchinho muito bom pra sequência, já que aqui no Brasil é lançamento de fevereiro da Novo Conceito, mas lá fora já existe o quarto volume!

REVIEW OVERVIEW
Trama
Narrativa
Personagens
Diagramação
Ambientação
SHARE
Previous article2001: Uma Odisseia no Espaço e suas viagens para o além do humano | Resenha
Next articleWarner Bros. quer produzir mais um filme da DC pra 2018
Estudante de Medicina Veterinária, apaixonada por literatura e nascida pro drama. Usa seu tempo livre para ler, assistir séries compulsivamente, planejar tatuagens e amassar animais. Se expressa melhor através da escrita e ama mais seus gatos do que 98% das pessoas que conhece.

facebook comments:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here