Eu sei que você aí meu caro leitor ou minha cara leitora que é fã de Assassin’s Creed está nesse exato momento comemorando, vibrando e gritando porque chegou o momento de falarmos sobre a nona maravilha deste mundo (a oitava está mais a frente, então segura as pontas ai). E se você faz parte dos que ainda não conhece a franquia e está mais perdido que cego em tiroteio (a não ser que você seja o Chirrut e tenha a força), muito prazer, este artigo irá falar do enredo de Assassin’s Creed II.

Primeiramente, a história desse game começa exatamente após o final do primeiro, então se você não leu o artigo anterior, sugiro que clique aqui e leia porque foi escrito por um carinha super gato e gente boa. Dada essa apresentação, vamos sem delongas para a história do game, porque a partir daqui, as coisas ficarão bem complexas.

No final do primeiro game, Lucy sai da sala do Animus ao lado de Warren Vidic enquanto Desmond por meio do bleeding effect (já explicarei o que é, calma) conseguiu adquirir a visão de águia, onde no seu quarto achou uma mensagem de um tal Individuo 16, que teria sido a cobaia anterior a Desmond. Lucy horas depois entra no quarto coberta de sangue e diz ao rapaz entrar novamente no Animus. O porém, é que as memórias não são mais de Altair, e sim do italiano mais garanhão do mundo dos games: Ezio Auditore da Firenze.

Desmond se depara com o nascimento de Ezio, mas logo tem a experiencia interrompida por Lucy, que fez uma cópia dos arquivos localizados dentro da máquina. Os dois fogem e vão para um esconderijo, onde estão Shaun Hastings e Rebecca Crane, outros dois membros da Ordem dos Assassinos, que são especialistas em computação. É nesse momento que descobrimos o que é o “bleeding effect”. Quando o individuo fica muito tempo exposto ao Animus, ele consegue adquirir habilidades do seu antepassado, e é por isso é dado esse nome para o efeito e por isso que Desmond ganha a visão de águia.

Rebecca nos apresenta o Animus 2.0, uma versão que ela mesma desenvolveu e que é melhor que o original criado pela Abstergo. Desmond então passa a viver as memórias de Ezio para que através do bleeding effect adquira as habilidades de assassino e também para continuar a sua busca das peças restantes do Éden antes da Abstergo localizá-las. É ai que nós conhecemos o grande protagonista do game!

Ezio é um grande de um fanfarrão que curte a vida como qualquer outro jovem de 17 anos nos dias atuais, arrumando confusão atoa, conquistando as garotas ao seu redor e nem aí para os problemas. Ezio vive em Florença na Itália, com seu pai Giovanni, sua mãe Maria e seus irmãos Cláudia, Petruccio e Frederico. O período que essa história se passa é em 1476, época da Renascença Italiana.

zw-ezio-start-1.

O pai de Ezio é acusado injustamente de trair a cidade de Florença e é levado preso junto de Frederico e Petruccio. Sem entender nada, Ezio vai fazer uma visita e tudo que seu pai lhe pede é para que seu filho deva ir até o seu escritório, abrir uma caixa que estava lá e pegar tudo que tinha dentro e levar uma carta para o amigo da família Umberto Alberti, provando que é inocente.

Ué, que história de novela é essa? Cadê os assassinos, a Ordem e os escambau nesse jogo?” Calma caro padawan, porque as coisas ficarão interessantes agora.

Quando Ezio chega no escritório de Giovanni e abre a caixa, ele se depara com um traje estiloso e mega fashion dos Assassinos, com um par de hidden blades quebradas (arma clássica dos Assassinos) uma espada e alguns documentos a se decifrar (guarde essa informação lá na frente). Ou seja, Giovanni era um membro da Ordem! Ezio pega tudo pra ele, mesmo sem ter ideia do que significava tudo aquilo, e vai levar a carta até Umberto. Só que, Umberto na verdade era o grande traidor e depôs contra Giovanni no seu julgamento e ainda declara sentença de morte. Resultado disso tudo: todo mundo foi ver se no céu tem pão.

lms_1_v
E morreu

Ezio também seria executado, mas consegue fugir. Ezio, junto com o que sobrou de sua família vai se refugiar em um bordel ( ͡° ͜ʖ ͡°), onde aprende com a dona do local, Paolla, as habilidades de furtividade e lhe indica Leonardo da Vinci (Sim, aquele que fez o quadro da Monalisa) para concertar as hidden blades danificadas de seu pai.

Uma leve pausa aqui para mencionar algo que não foi dito no primeiro artigo. Além dos períodos históricos que a franquia aborda, figuras importantes da época e bem conhecidas também aparecem nos jogos. Porém apenas no segundo game que essas figuras começaram a ter um peso enorme na história, como é o caso de Leonardo da Vinci e de Catarina Sforza, par romântico de Ezio. E ainda existem outras figuras importantes que serão citadas mais a frente na história, já irei falar sobre.

Após Ezio ter suas hidden blades concertadas, ele vai atrás de Umberto e mata o gorducho e completa a sua vingança. Mas sua missão não estava concluída, porque existe um roteiro, e pro roteirista nada nunca está bom. Ezio vai com sua família pra Vila Auditore em Monteriggioni, onde vive o seu tio Mário Auditore (aquele que dá uns pega atrás do armário). Mário diz a Ezio que sua família pertence a Ordem dos Assassinos e que Umberto era um templário, assim como as pessoas ao redor dele.

It's me, Mário!
It’s me, Mário!

Mario começa a treinar Ezio para ele se tornar um assassino mais completo e assim anos acabam passando e as coisas vão ficando mais claras para o nosso assassino cheio de charme. Com a ajuda de um informante chamado La Volpe, Ezio descobre que o grande líder templário daquela época era Rodrigo Bórgia (figura importante, então não esqueça dele) e que ele planejava ter o poder de toda a Itália.

Com o treinamento que Ezio recebeu, Desmond conseguiu adquirir suas habilidades e começou e se tornar mais ágil e forte. Mas ao voltar para o Animus, algumas coisas estranhas começam a acontecer. Desmond tem um sonho com Altair, mas de algo que realmente aconteceu. Com isso nós descobrimos que Altair teve um relacionamento com Maria, uma templária que aparece no primeiro game, e não só teve um relacionamento como um filho. Além disso, ao voltar para o Animus, mensagens parecidas com a de seu quarto na Abstergo começaram a aparecer.

Voltando a história de Ezio, 10 anos se passaram e nesse tempo, Leonardo da Vinci se dedicou a decifrar os documentos deixados por Giovanni Auditore. Da Vinci descobre uma informação sobre um tal profeta que iria aparecer quando uma segunda Peça do Éden aparecer numa cidade que flutua sobre as águas. Coincidência ou não, uma Peça do Éden estava chegando no porto de Veneza. Quando Ezio chega lá, ele se depara com Rodrigo Bórgia que se diz ser o verdadeiro profeta. Os dois acabam se enfrentando mas Ézio apanha mais feio do que a mistura de uma sereia com um jumento (não tente imaginar isso).

borgia

Após isso, todas as pessoas que ajudaram Ezio até o momento, como Paolla, Catarina, La Volpi, Mario e mais algumas outras pessoas, todos eram membros da Ordem dos Assassinos e Nicolau Maquiavel (sim, aquele que escreveu o livro O Principe) era o grande líder. Maquiavel revela que Ezio é o verdadeiro profeta e o declara oficialmente membro da Ordem.

A história avança para 1499 e todos os documentos do códex de Giovanni foi decifrado. Eles são colocados numa parede e logo em seguida é utilizada a Maça do Éden e um mapa do mundo atual é aberto, assim como aconteceu com Altair no primeiro game. Um ponto no mapa destaca Roma, o que leva a entender que a segunda Peça está no Vaticano e que revela o motivo de Rodrigo Bórgia ter se tornado o Papa Alexandre VI. O que é bem interessante de se pensar, pois Rodrigo realmente existiu e houve várias controversas sobre ele ter se tornado Papa e que inclusive, não acreditava em Deus.

Ezio então parte para Roma para confrontar Bórgia. Chegando lá ele invade uma missa de Rodrigo e se depara com a segunda Peça, que era o seu Bastão Papal. O Papa consegue derrotar o Assassino (o que faz essa frase parecer legal, mas não é) e agora com as duas peças do Éden em mãos, ele tenta abrir uma cripta secreta que era falada na profecia, com a esperança de que ele era o Profeta (e você aí achando que era iludido por acreditar que tem chance com seu crush). Ezio, por mais que tenha levado uma facada no estomago, sobrevive e vai atrás de Rodrigo e quando o alcança, se depara com o seu fracasso em entrar na cripta e o derrota (parece que o jogo virou não é mesmo?).

maxresdefault-18

Ezio então consegue entrar na cripta, porém não encontra nada de valioso até que uma imagem holográfica de Minerva – uma deusa, uma louca, uma feiticeira… (ela é demais). Minerva faz parte da Primeira Civilização, que quase foi extinta por conta de uma catastrofe ambiental (Big Bang?) e para salvar a sua raça, criou os humanos como se fossem a sua própria imagem. O clima entre a Primeira Civilização e humanos eram de harmonia e paz, mas como os humanos em qualquer período da história só fazem m****, uma guerra foi travada e pelo menos a Primeira Civilização acabou derrotada e quem sobreviveu se isolou em criptas.

Ao terminar seu discurso, Minerva diz que não é com Ezio que ela quer falar e sim com Desmond, o que gera uma confusão na cabeça do assassino da renascença e um “what a f***” do assassino do presente. Então Desmond sai do Animus e tem que escapar do seu esconderijo, já que os Templários descobriram a sua localização. Eles entram numa vã e assim se encerra a história do jogo!

Eu disse que era muita informação, não disse? Agora é hora do pobre redator que vos escreve conhecer a luz do dia porque faz tempo que não saio deste computador para fazer outras coisas. Qualquer informação que tenha sido passada errada ou batida, coloquem nos comentários! Dentro de semanas, a história de Assassin’s Creed: Brotherhood irá ao ar aqui no site, então fique ligado!

assassins-creed-17
Agora com licença, quero ir embora, tchau

facebook comments:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here