Os dois australianos Ethan Ewing e Macy Callaghan levantaram os canecos das competições 30989dad6e7174c8c3764425ef7c37c4mundias do Circuito Mundial de Surf Júnior, e comemoraram em casa, na Austrália.

O novo número 1 da elite do CT derrotou o norte-americano Griffin Colapinto na final masculina, enquanto Macy impediu que a havaiana Mahina Maeda conquistasse um inédito bicampeonato feminino nas pequenas ondas de Bombo Beach na segunda-feira em Kiama, na costa sul de New South Wales.

Os brasileiros que decidiram o título do segmento masculino por 3 anos não foram tão bem, e o melhor colocado foi Mateus Herdy em quinto lugar, enquanto Weslley Dantas ficou em nono com a derrota na quarta fase, que abriu a segunda-feira da Austrália.

O prazo do World Surf League Junior Championship só terminaria na sexta-feira, mas as e6e42fa54bc8c5cf19dfe9a20d597847previsões de Swell não são boas até lá e a comissão técnica decidiu encerrar a competição nas ondas pequenas de meio metro de altura da segunda-feira em Bombo Beach. As finais da primeira edição da categoria com o novo limite de até 18 anos de idade, aconteceram em condições precárias, com grandes intervalos entre as séries.

Ethan Ewing será o mais jovem integrante da nova elite dos top-34 que vai disputar o título mundial no Samsung Galaxy World Surf League Championship Tour em 2017. Ele começou bem a bateria final com nota 6,17 e garantiu o título mundial Pro Junior com o 5,17 da sua última onda. Já o norte-americano Griffin Colapinto bateu os recordes do campeonato na semifinal, mas não empolgou nas ondas da decisão, perdendo por 11,34 a 1,97 pontos.

155f8fbbf2da7ad687fed3a63165798cNo feminino o filme foi o mesmo com praticamente só a campeã surfando todas as ondas da bateria. A favorita era a havaiana Mahina Maeda, levou a competição em 2014 e foi vice-campeã em 2015, quando o limite de idade era de 21 anos. Em sua terceira final consecutiva, a australiana Macy Callaghan fez sua melhor apresentação no campeonato e impediu a havaiana de ser a primeira a conquistar dois títulos na categoria. Com notas 8,17 e 7,50, ganhou facilmente por uma larga vantagem de 15,67 a 4,60 pontos o primeiro título para surfistas com até 18 anos.