E neste sábado, 08/04, aconteceu a segunda final de CBLOL no Nordeste, desta vez em Recife! Com uma RED Canids IM-BA-TÍ-VEL, num 3 a 0, a torcida pernambucana fez seu nome, e transformou a série numa grande festa!
Os portões se abriram as 10 da manhã em ponto, e o evento estava muito bem estruturado desde do lado de fora. Com diversas placas informativas, e organização na hora da fila, cujo no horário em que chegamos (faltava mais de uma hora para começar), estava vazia. A entrada foi rápida, com revista para aqueles que estavam com bolsas, mas no demais, tudo muito prático e em ordem.
Recebemos um kit, com adesivos de vários campeões (Os meus vieram Caitlyn, Rek’ Sai, Zed, Rumble, Janna, Braum, Orianna, Draven e GNAR!), uma tatuagem temporária, uma fita com uma respectiva lane (aleatório), uma pulseira, um código para resgate da skin que recebemos no evento, a Lulu Guardiã Estelar (se você foi ao evento, ou ao cinema, saiba como resgatar aqui.) e um par de batekos para fazermos barulho na hora de torcer!


                               (Foto: Giovanna Cabral/Arquivo Pessoal)

O Classic Hall ainda não estava lotado por dentro, mas fomos procurar nossos assentos e o palco estava INCRÍVEL! Haviam diversos orientadores ajudando a localizar a numeração da cadeira, que por acaso, não tínhamos noção de que ficaríamos tão perto! Uma tela no centro dividia os locais designados para a RED Canids, e a Keyd Stars. Duas telas laterais facilitavam a visão de quem estava mais distante, e no meio, o grande troféu do campeão do primeiro split. A equipe da Riot Games (ENORME, por sinal) muito conhecida pelos jogadores, (nomes como Butcher e Nightingale), estavam logo a frente do palco, conversando com presentes, e posando para fotos. Na praça de alimentação do lugar, lojas da INTZ, KamiKat Store e RED Canids & Rexpeita, vendiam seus produtos.


                                                                           (Foto: Giovanna Cabral/Arquivo Pessoal)

Em poucos minutos, o local já estava lotado, e muito barulhento. Lá em cima, atrás do público, tinha o local para os casters e narradores, e para imprensa e convidados, que contavam com a presença das famílias dos jogadores, e também; Baiano, recém registrado como jogador profissional dos EUA, Alocs, ambos recifenses, Muca Muriçoca, aclamado pelo público assim que apareceu, Gordox, Caju, conhecida por ser a esposa do atual tetracampeão Felipe “brTT” Gonçalves da RED Canids, e a streamer e diva trans do cenário, Queen B. Ambas as últimas desceram do espaço para tirar foto com a galera, e lamentaram, depois, devido os jogos acontecerem muito rápido, não conseguirem conhecer todo mundo.
E assim, começou o evento após uma contagem regressiva com o público, que não ficava em silêncio um minuto sequer. Antes dos jogos, aconteceram o torneio de x1 de LeBlanc, entre os casters Melão e Docil, PRO vs PRO (FARPAS), entrevista com os familiares de Takeshi e Yoda, Tá na Memória, e muitos outros. Você pode conferir a transmissão inteira no canal da Twitch da Riot Games Brazil, aqui.

Os jogadores fizeram uma curta entrada, e foram para seus respectivos lugares, e os picks e bans logo iniciaram. A RED do começo ao fim do primeiro jogo, ATROPELOU uma confusa e perdida, Keyd. Brtt finalizou o jogo com um incrível quadrakill, se levantando da cadeira instigando a torcida, abrindo o placar de 1 a 0.
E aí, eles surpreenderam não só aos adversários, mas ao público. Sai Yoda, entra Tockers, sai brTT, entra Sacy! Este que ainda não tinha tido a oportunidade neste split, deu um SHOW com seu Lucian, e Robô com sua novidade, pickando um FIZZ! Será que ele sabia da fama de Recife e seus tubarões? A torcida era 90% da RED naquele momento!

                                      (Foto/Vídeo: Giovanna Cabral/Arquivo Pessoal)

E assim, acabaram levando mais uma partida para a conta. No terceiro jogo, foi o momento do francês. A cada lanterna, a cada sentença, levantava os braços, pedindo gritos do público ali presente. Nas duas últimas partidas da série, seu Thresh foi um dos diferenciais para a vitória da RED. Ao derrubarem o terceiro nexus e confirmar a vitória, a comemoração inesperada de Yoda, “atirando” nos seus companheiros de equipe, levou a torcida a loucura.

                                      (Foto/Vídeo: Giovanna Cabral/Arquivo Pessoal)

E os 7 titulares, 14 com a equipe, levantaram a taça. Por muito tempo invicta, vindo de um tempo de superação, com uma rápida criação de sinergia entre os jogadores, e com um nível superior de jogo, a RED Canids garantiu sua vaga no MSI, no Rio de Janeiro. Com quatro vitórias de campeonato na conta, em três times diferentes, brTT calou a boca daqueles que duvidaram e o diminuíram. Yoda NÃO DESISTIU, e mostrou a sua capacidade como mid-laner, mesmo após tanto tempo sem jogar. Os outros, foram tão importantes quanto eles para saírem vitoriosos. A RED mostrou uma comissão técnica incrível, e que não existem reservas, são todos um só time. A união levou a vitória.
E após jogar a camisa pra galera, Yoda em meio a muita emoção, agradeceu à torcida, afirmou que “VAI TER FAKERLOIRO!” e soltou seu último FON em terras pernambucanas.

(Foto/Vídeo: Giovanna Cabral/Arquivo Pessoal)

Parabéns não só pra a RED Canids, mas pra Riot Games pela organização desse evento que foi espetacular. É só o começo do reconhecimento do Nordeste para o cenário de E-Sports, e nós, recifenses, fizemos história!

Espero poder viver essa experiência incrível de novo em breve.

 (Foto/Vídeo: Giovanna Cabral/Arquivo Pessoal)

facebook comments:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here