Voltando de vez com as listas, resolvemos fazer 10 jogos históricos do Palmeiras, hoje sem dúvidas o melhor time do Brasil.

10-PALMEIRAS 6 X 7 SANTOS (06 DE MARÇO DE 1958) – Um jogo épico.

Apesar da derrota do Palmeiras para a equipe do Santos de Pelé, é impossível não mencionar este que é considerado um dos melhores jogos de futebol da história do Brasil. Não só pela elasticidade do placar, mas principalmente pela forma como aconteceu. O Verdão abriu o placar, tomou a virada e chegou a estar perdendo por 5 a 2. No entanto, em uma reação fantástica, virou a partida para 6 a 5. Mas, nos últimos minutos, o time do litoral marcou mais dois gols, finalizando a contagem em 7 a 6. O duelo, válido pelo Rio-São Paulo, foi no Pacaembu. Os gols alviverdes foram de Mazzola (duas vezes), Urias (duas vezes), Nardo e Paulinho.

9- PALESTRA ITALIA 8 X 0 CORINTHIANS (5 DE NOVEMBRO DE 1933) – A maior goleada do Derby.

Maior goleada da história do dérbi paulista. O jogo foi válido simultaneamente pelo Paulista e pelo Torneio Rio-São Paulo e aconteceu no Palestra. O astro do dia foi o atacante Romeu Pelliciari, autor de quatro gols. Gino Imparato, três vezes, e Gabardo fecharam a conta. O placar elástico acendeu uma grave crise no rival, que viu sua diretoria inteira junto com vários jogadores cair nos dias seguintes.

8-PALMEIRAS 2 (4) X (3) 1 SANTOS (02 DE DEZEMBRO DE 2015) – A superação e explosão depois de anos difíceis.

Inaugurado no fim de 2014, o Allianz Parque recebeu neste dia sua primeira final de campeonato. Em um jogo tenso, marcado pela rivalidade entre as duas equipes, o Verdão venceu por 2 a 1 (dois gols do atacante Dudu) e levou a decisão da Copa do Brasil para os pênaltis. Foi quando Fernando Prass converteu a última cobrança alviverde e garantiu o título – pela primeira vez em sua história, o Palmeiras conquistou um troféu com gol de goleiro.

7-PALMEIRAS 1 X 0 CHAPECOENSE (27 DE NOVEMBRO DE 2016) – Enea Brasileiro.

Após uma longa jornada de 36 partidas, o Palmeiras foi para o jogo contra a Chapecoense no Allianz Parque precisando só de um empate para garantir, com uma rodada de antecedência, o título de campeão brasileiro – o primeiro na era dos pontos corridos e o enea alviverde, colocando o verdão como a equipe com mais títulos brasileiros. O Palmeiras fez mais e venceu por 1 x 0. A nota triste é que esta acabou sendo a última partida do time de Chapecó antes do acidente de avião que vitimou dezenas de pessoas, entre eles 19 jogadores.

6-PALMEIRAS 2 X 0 VITÓRIA (19 DE DEZEMBRO DE 1993) – Primeiro titulo Brasileiro depois do Jejum.

Após acabar com o jejum de títulos de quase 17 anos no Campeonato Paulista, o Verdão interrompeu no mesmo ano de 1993 o hiato de conquistas nacionais. A decisão do Brasileiro foi contra o emergente Vitória, de Dida, Vampeta, Paulo Isidoro e Alex Alves. O placar do jogo do título, no Morumbi, foi 2 a 0, com gols de Edmundo e Evair.

5-PALMEIRAS 8 X 2 FORTALEZA (28 DE DEZEMBRO DE 1960) – Primeiro Titulo Brasileiro.

Primeiro título brasileiro do clube. A Taça Brasil de 1960 reuniu os 17 campeões estaduais da temporada. Os gols palestrinos foram de Zequinha, Chinesinho (duas vezes), Romeiro, Julinho Botelho, Cruz (duas vezes) e Humberto. A conquista, obtida no Pacaembu, classificou o Verdão para a sua primeira Libertadores.

4-PALMEIRAS 3 X 1 SÃO PAULO (20 DE SETEMBRO DE 1942) – Morre o Palestra Invicto e nasce o Palmeiras campeão.

Nasce o nome Palmeiras. Depois de 25 jogos como Palestra de São Paulo, o clube foi obrigado novamente a mudar de nome. A equipe, apesar da pressão pública e da pecha de inimiga da pátria, entrou em campo, derrotou o rival São Paulo por 3 a 1 (gols de Cláudio, Del Nero e Echevarrieta) e conquistou o Campeonato Paulista da temporada (o nono de sua história). A partida ficou marcada pela desistência do adversário, que saiu de campo aos 21 minutos do segundo tempo. O Palmeiras entrou em campo pela primeira vez com o nome que é conhecido até os dias de hoje. Com o intuito de evitar as vaias que eram prometidas pelos rivais, a equipe surgiu no gramado do Estádio do Pacaembu com uma bandeira do Brasil, puxada pelo então 2º Vice-Presidente do clube, Adalberto Mendes, que era capitão do Exército Brasileiro. A iniciativa e a imagem emocionante, chamada depois de “Arrancada Heroica”, foi aplaudida pelos torcedores presentes e ajudou a amenizar a pressão sobre a equipe alviverde.
A Arrancada Heroica é não somente um episódio histórico ligado ao Palmeiras, mas também à história do esporte na cidade de São Paulo. No dia 11 de outubro de 2005, foi sancionada na capital paulista a Lei n.º 14.060, que definiu o dia 20 de setembro como o “Dia da Sociedade Esportiva Palmeiras”. A data passou a ser lembrada anualmente, já que passou a integrar o Calendário Oficial do Município.
Outra homenagem ao episódio foi o batismo de uma passarela nas proximidades da sede do Palmeiras, no bairro da Água Branca, em São Paulo. Ela fica sobre a Avenida Antártica e tem o nome de “Passarela Palmeiras – Arrancada Heróica 1942”.

3-PALMEIRAS 4 X 0 CORINTHIANS (12 DE JUNHO DE 1993) – O fim do Jejum de 16 anos.

Um dos títulos mais importantes da história do clube. Afinal, eram 16 anos sem conquistas. E, para melhorar, o resgate da autoestima foi com uma goleada e contra o maior rival. Na primeira partida da final, no Morumbi, o Corinthians havia vencido por 1 a 0, com gol de Viola, que imitou um porco na comemoração. Na finalíssima, também no Morumbi, o Verdão fez 3 a 0 no tempo normal (gols de Zinho, Evair e Edílson) e, na prorrogação, deu o golpe de misericórdia com Evair, o ‘Matador’, cobrando pênalti com categoria. O troféu paulista de 1993 marcou também o início do sucesso da era Parmalat e o surgimento de muitos ídolos.

2-PALMEIRAS 2 X 2 JUVENTUS-ITA (22 DE JULHO DE 1951) – O primeiro campeão mundial interclubes.

O Palmeiras, após uma campanha épica e uma vitória sobre a Juventus-ITA nas finais, tornou-se campeão da Copa Rio de 1951 e, consequentemente, o primeiro campeão mundial de clubes da história. No primeiro jogo, o Verdão venceu por 1 a 0, com gol de Rodrigues. Na decisão, empate por 2 a 2 (os tentos palestrinos foram de Rodrigues e Liminha, que enfileirou a defesa alvinegra e entrou com bola e tudo). Os dois confrontos foram no Maracanã, mais de 100 mil torcedores torcendo pelo Palmeiras. Mais de um milhão de torcedores, de todos os times, festejaram pelas ruas. O título ajudou o brasileiro a superar a derrota do Brasil no ano anterior para o Uruguai, na decisão da Copa do Mundo. Além disso, o Alviverde completou as Cinco Coroas.

1-PALMEIRAS 2 (4) X (3) 1 DEPORTIVO CALI-COL (16 DE JUNHO DE 1999) – Um jogo inesquecível na cabeça de qualquer palmeirense.

Motivado por um Estádio Palestra Italia abarrotado e pintado de verde e branco, o Palmeiras venceu o Deportivo Cali por 2 a 1 (gols de Evair e Oséas), levou a decisão para os pênaltis – na Colômbia, o duelo havia terminado em 1 a 0 para o adversário – e conquistou a Copa Libertadores da América pela primeira vez em sua história. O goleiro Marcos, importante e decisivo, foi eleito o melhor jogador do torneio. Nas penalidades, Zinho perdeu o primeiro. Júnior Baiano, Júnior, Rogério e Euller colocaram a bola na rede. A taça veio após o time colombiano desperdiçar suas duas últimas cobranças.

Créditos: Audrey Antonelo

facebook comments:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here