Eu quero esconder a verdade; quero abrigar você; mas com a fera dentro; não há onde nos escondermos” – Demons (Night Visions)

Formada em 2008, o Imagine Dragons é uma banda de indie rock vinda de Las Vegas, Nevada (EUA) e atualmente é composta pelos membros Dan Reynolds (vocal), Daniel Platzman (bateria), Daniel Wayne Sermon (guitarra) e Ben McKee (baixo).

Em 2012, com o lançamento de Night Visions, o seu primeiro álbum de estúdio, a banda acabou sendo considerada uma das maiores revelações do ano, com singles que grudaram na cabeça de todo mundo, tendo como carro chefe a faixa Radioactive, que se tornou a marca do Imagine Dragons.

O Imagine Dragons é composto de várias influências musicais que foram essenciais para o estilo da banda. Dan Reynolds já citou o Arcade Fire, Muse, Beatles e outros artistas como grandes influentes do Imagine Dragons. Claro que com essas boas influencias o resultado não poderia ser melhor! A banda acabou conquistando diversos prêmios e fãs em tão pouco tempo, como o American Music Award de Artista Alternativo Favorito em 2013 e 2014; o Prêmio Billboard de Melhor Album de Rock em 2014 por Night Visions, além de ganhar como melhor artista no Hot 100 e Grupo/Dupla. Por fim, a banda ainda possui um Grammy de melhor performance por Radioactive e diversos outros prêmios menos importantes a se citar aqui.

Sem nenhum pingo de dúvida, posso dizer que o Imagine Dragons é a minha banda favorita. E o motivo é bem simples e especial: o álbum Night Visions. Desde a primeira vez que dei o play, meus sentimentos encontraram uma ligação de amor profundo pela banda. As letras são belas poesias sobre a vida, como em Demons, por exemplo, onde a banda faz uma alusão aos nossos medos, nossas fraquezas, aquilo que nos deixam fracos e abalados, e acabam se transformando em demônios que existem dentro de nós. Radioactive (a famosa música do clipe dos “bichinhos” e que tem a bela Alexandra Daddario) por outro lado, é uma música em que se trata de um processo de superação, onde as nossas cinzas se tornam uma forma, e nos fazem passar por uma revolução interior.

E as coisas se tornam melhor ainda por conta do quesito técnico único que o Imagine Dragons possui. A banda consegue pegar a letra e coloca-la de forma combinada ao ritmo que a música precisa. Dan Reynolds consegue em sua voz, colocar todo o aspecto emocional que as faixas precisam, sejam em clima animalesco como em On Top of The World, ou mesmo no peso dramático como em Nothing Left to Say Now. Dan ainda faz o uso do grande tambor taiko, que dá todo o clima espetacular de Radioactive. Wayne Sermon também dá o clima da banda com o seu grande talento na guitarra, fazendo os acordes certos no tempo certo.

Em 2014 a banda veio ao Brasil no Lollapalooza, e surpreendentemente obteve o maior público registrado no evento naquele ano, o que era só o começo para o enorme sucesso em que a banda iria alcançar e também com todo o seu carisma, conquistar os fãs brasileiros e do mundo inteiro. No ano seguinte, a banda lançou o seu segundo álbum de estúdio, chamado Smoke + Mirrors e conseguiu melhorar gradualmente tudo aquilo que já se havia construído no primeiro álbum. Cada faixa do novo álbum continua sendo prazerosa de se ouvir e conseguem construir uma identidade própria. Se Night Visions era uma poesia sobre a vida, Smoke + Mirrors consegue ser um conjunto de poesias sobre relatos, arrependimentos e incertezas da vida. Ou seja, uma completa evolução do primeiro álbum. Claro que à primeira vista ele não aparenta ser empolgante, por conta de não ter apenas seguido o mesmo caminho de Night Visions, mas é questão de tempo até conseguir aderir a ideia do álbum. O álbum ainda inclui hits em que a banda produziu para trilha sonora de filmes e games, como Battle Cry, tema de Transformers: A Era da Extinção, Who We Are, de Jogos Vorazes: Em Chamas e Warriors de League of Legends.

Atualmente, a banda acabou de concluir a sua turnê do novo álbum, que se passou por diversos lugares no mundo incluindo aqui no Brasil, onde prometeu que voltaria neste ano. Com o fim da turnê, a banda resolveu fazer um compacto do que de melhor aconteceu durante os vários shows ao redor do mundo e exibir nos cinemas, algo parecido com o que o Coldplay fez em 2012, ao terminar a turnê de Mylo Xyloto. Além disso também é dona da Fundação Tyler Robinson, fundação que se dedica a prestar assistencia financeira às familias de crianças com tratamento de cancer. Uma causa nobre vinda de uma das maiores bandas do Rock atual, que além de talento, tem um ótimo carácter e tem tudo para continuar subindo no seu enorme sucesso.

Curiosidades:

– O nome Imagine Dragons é um anagrama, e o real significado até hoje não foi revelado, e apenas os integrantes da banda o sabem.
– O vocalista Dan Reynolds inicialmente gostava de tocar bateria, e de vez em quando nos shows acaba que usando o instrumento.
– Tyler Robinson era um adolescente que era um fã da banda, o que fez com que os integrantes se cativassem com sua história, já que o jovem possuia um tipo raro de cancer. Foi após sua morte que a familia de Tyler e a banda abriram a Fundação Tyler Robinson.
– A banda ama o Brasil, e segundo declarações de Dan Reynolds, São Paulo é o lugar favorito deles. Além disso, o segundo álbum da banda foi lançado primeiro por estas bandas, e o compilado da turnê de Smoke + Mirrors será exibido nos cinemas brasileiros

facebook comments:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here