Uma das atrações para o Lollapalooza desse ano é a dupla sul-africana de rap-rave Die Antwoord, formada em 2007 e que vem conquistando uma popularidade internacional muito grande, a despeito de sua origem e de suas músicas mais experimentais. Formado pelos rappers Ninja e Yolandi Vi$$er atuando como vocalistas, com o apoio dos DJs Hi-Tek e Vuilgeboost, chamam a atenção pelos conceitos singulares de seus videoclipes e letras, e também pelas várias referências feitas pelos vocalistas à cultura Zef, um movimento suburbano da África do Sul. Uma de suas músicas mais conhecidas é I Fink You Freeky.

Die Antwoord estreou de maneira independente em 2009, com o álbum $O$, disponibilizado em mp3 no website do grupo e de maneira gratuita. Em fevereiro de 2010, o vídeo para a música Enter The Ninja também foi disponibilizado no site e viralizou, batendo o servidor do site e rendendo milhões de acessos, além de visibilidade ao grupo, que acabou por assinar com a Interscope Records, gravadora de nomes como Marilyn Manson, Eminem, Snoop Dogg e 50 Cent. Seu primeiro show internacional, no festival Coachella de 2010, para um público de cerca de 40 000 pessoas, levou o grupo a uma turnê pelos Estados Unidos e Europa, chegando até a se apresentarem em países como Japão e Nova Zelândia. No mesmo ano ganharam o prêmio do Myspace de “Best Music Video of 2010”, pelo vídeo de Enter the ninja.

Um dos momentos mais memoráveis de sua carreira foi a colaboração com a banda de industrial metal Rammstein, no Big Day Out Music Festival em fevereiro de 2011, na Austrália. Ninja e Yolandi classificaram a experiência como incrível, considerando todo o aparato da banda alemã em seus shows e a energia transmitida por eles. Outro ponto bastante memorável na carreira do Die Antwoord em 2011 foi uma declaração feita por Ninja em uma entrevista, em relação à enorme influência da cultura Zef em seus trabalhos e a afirmação de críticos de que tal cultura representaria apenas a parcela sul-africana branca (rebatendo outra afirmação do próprio Ninja, em que dizia que o Zef seria o estilo que representa a África do Sul), onde o mesmo teria afirmado que racismo seria algo do passado e “obsoleto” para os sul-africanos, em contraste com a dura realidade de um país que viveu sob o Apartheid até 1994.

Em 2012, o álbum TEN$ION foi lançado, com destaque para as faixas Baby’s on Fire e Fatty Boom Boom, tendo sido essa última motivo de uma confusão envolvendo a cantora Lady Gaga, que teria chamado Die Antwoord para abrir seus shows na África do Sul e sido recusada pelos mesmos. No videoclipe da música, a dupla satiriza a cantora, colocando uma falsa Lady Gaga, que é assaltada, remove um inseto da vagina e depois de um show de rua, chama o Die Antwoord para abrir shows dela. Um deboche enorme, que rendeu uma postagem raivosa da Mother Monster no facebook, chamando a dupla de bizarra e ressaltando a ausência de hits, e que foi respondida de forma ainda mais ácida pelos Sul-africanos com um “[…] mesmo que você seja maior que nós, ainda somos mais cool que você”. Também em 2012, participaram do filme Chappie, do diretor Neil Blookamp, interpretando eles mesmos, e contribuíram para a trilha sonora do longa.

Seu álbum mais recente, Donker Mag, é provavelmente o melhor de sua carreira até então. Uma mistura de ritmos e estilos eletrônicos, com uma pitada de rap, um quê de experimental e que têm a voz extremamente aguda de Yolandi e o sotaque de Ninja em seus raps como um adendo a essa atmosfera surreal. Algumas faixas são monólogos, como Zars e Dont Fuk Me, além de Pompie, faixa de 1:16 composta apenas de um acessos de risadas de Yolandi. Entre as músicas do álbum, destaque para Raging Zef Boner, Pitbull Terrier e Cookie thumper!, além de Ugly Boy, em cujo videoclipe participam famosos como Marilyn Manson, Cara Delenvigne, Jack Black e Flea, do Red Hot Chili Peppers.

Atualmente Die Antwoord trabalha em um novo álbum, além de se apresentarem nesse ano em várias edições do Lollapalooza, incluindo a brasileira, que vai ocorrer nos dias 18 e 19 de março. Resta agora aguardar pelo próximo disco e esperar por um trabalho tão chocante, surpreendente e bizarro como os anteriores.

facebook comments:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here