“Foi um privilégio conhecer você, jovem mago. A história que fizemos parte viverá nas mentes dos homens…por muito tempo.”

Kilgharrah

Todo mundo conhece a história do Rei Arthur e sua velha espada encravada na rocha, assim como uma pequena parte de pessoas conhecem também, as Lendas Arturianas e suas inúmeras releituras em diversas mídias, e uma das releituras mais interessantes e críticas desse universo é a série Merlin.

Merlin ou The Adventures of Merlin é uma série de televisão que teve seu primeiro episódio exibido em 2008 pela BBC One que durou 5 temporadas no ar, a série é basicamente um “e se…” Arthur fosse ainda o filho de Uther Pendragron que ainda era rei, magos e magia sendo proibido e Merlin fingindo ser uma pessoa normal, em suma, é uma junção de várias releituras das Lendas Arturianas. Para algumas pessoas, a história apresentada no começo da série é pura deturpação, mas aos poucos tudo vai se encaixando e ficando aceitável.

Nesse universo, Uther Pendagron, pai de Arthur – futuramente o rei de Camelot – proíbe bruxaria, magos, criaturas mágicas bruxa ou qualquer outra pessoa que pratica magia no reino de Albion, incluindo o jovem Merlin, que ao descobrir seus poderes vai à Camelot para aprender mais sobre seus poderes com o médico Gaius, e é lá onde Merlin descobre seu propósito de vida: Proteger Arthur.

Em praticamente todos os episódios, Merlin recebe ajuda do dragão Kilgharrah (dublado pelo ator John Hurt), aprisionado por Uther há mais de 20 anos e que diz saber o grandioso futuro de Merlin. Como toda série britânica, as cinco temporadas de Merlin é composta por 13 episódios, e como de costume tem o “caso da semana,” porém de um modo diferente, em cada episódio é contado uma pequena história com algumas criaturas mágicas e pessoas poderosas que tentam derrubar Arthur antes de se tornar o Rei de Camelot que são impedidas por Merlin (mas nem sempre).

Ao longo de cada episódio você nota que os personagens estão sendo desenvolvidos igualmente, nenhum fica de fora, principalmente Morgana, irmã de Arthur, que é uma das personagens com maior desenvolvimento, apesar do inicio da série ela ficar meio ofuscada pelos demais personagens, ela fica cada vez mais forte (em todos os sentidos) e cada vez mais perigosa.

O tom da série é uma mistura de fantasia, comédia e drama, a química entre os protagonistas Merlin e Arthur, interpretados por Colin Morgan e Bradley James, respectivamente, é um dos relacionamentos mais legais de toda a série, tanto em cenas cômicas, quanto nas dramática, Merlin sendo uma pessoa extrovertida, corajosa e gentil e Arthur, orgulhoso e teimoso gera ótimas cenas, “os dois lados de uma mesma moeda,” como dito na própria série.

Na maioria dos finais de séries, muitos fãs não se sentem confortáveis com a escolha para o desfecho do programa, revoltando e dividindo as opiniões dos fãs, e Merlin não ficou de fora, não há como negar que o desfecho para a série foi um desfecho burro e mal aproveitado, quem já conhecia as lendas Arturianas já sabia qual seria o destino dos personagens principais mas mesmo assim quem foi, com toda certeza de que o final seria o que estava sendo esperado se decepcionou.

Antes de assistir Merlin – caso você não conheça as Lendas Arturianas – saiba que não há uma forma “certa” de assistir a série, a experiência durante o decorrer da série pode ser diferente para cada pessoa. A Netflix adicionou recentemente Merlin em seu catálogo

Curiosidades:

  • Quando não está gravando, o intérprete de Merlin, Colin Morgan, evitava sair ao sol, para evitar que pareça pálido em uma cena e bronzeado em outra.
  • Ben Mansfield, da série Primeval, foi cotado para ser Arthur na série, porém quem ficou com o papel foi Bradley James.
  • A série Merlin se encontra no serviço de streaming Netflix.

facebook comments:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here