Um tema que causa bastante debate entre o público da cultura geek, certamente é a problematização de filmes adaptados de quadrinhos. Para entender melhor toda essa possível polêmica, nós devemos voltar para o ano de 1920, com o filme “A Marca do Zorro“.

A primeira adaptação de uma história voltada para um herói, não foi da Marvel ou da DC, e sim de um romance chamado “The Curse of Capistrano“. O tão conhecido Zorro, saiu das páginas de Johnston McCulley para as telas de cinema e seu sucesso foi algo muito importante para toda essa indústria de adaptações. Para vocês terem uma ideia, o filme foi produzido pela companhia cinematográfica “Douglas Fairbanks Pictures Corporation”, que tinha Douglas Fairbanks, Mary Pickford e Charlie Chaplin como colaboradores.

O filme fez tanto sucesso que o autor do romance acabou escrevendo diversas continuações das aventuras do herói mascarado. Anos se passaram e a essência dessa temática de adaptação continuava forte o suficiente para servir de inspiração para grandes nomes. Um dos maiores exemplos que temos é o seriado The Spider’s Web de 1938, que possui uma certa similaridade com o Homem-Aranha de Stan Lee.

Atualmente, os filmes de heróis estão tomando conta da sétima arte. Criticados por alguns e amados por muitos, o carisma e toda a ação conquistaram um público abrangente. Falem o que quiserem, mas eles vieram para ficar.

O que incomoda é o fato de manterem a “receita de bolo” em todos os filmes, sempre as mesmas problemáticas e até mesmo pouca importância ao personagem em si. Talvez as empresas lucraram tanto que esqueceram de inovar, não em suas tecnologias usadas nas gravações, mas sim no coração dos filmes: o roteiro.

Os filmes de heróis não estão saturados e sim cansados. Pouco se inova, muito se vende. Trailers onde tudo parece estar diferente e acabam nos empolgando, mas ao chegarmos na sala de cinema, parece algo assustadoramente diferente.

Não queremos o fim dos filmes dessa temática, nós queremos mais adaptações reais, mais ideias.

 

facebook comments:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here