Mulher-Maravilha chegou aos cinemas e está sendo aclamado, tanto pela critica quanto pelo público. O filme é cheio de qualidades e esbanja elegância, sendo assim, listamos os 5 pontos mais fortes do longa. Essa lista não contém Spoilers!!!

Gal Gadot como Mulher-Maravilha

A atriz foi escolhida há 4 anos, e com a escolha começaram os questionamentos e críticas com relação a escalação, porém a cada foto divulgada a desconfiança diminuía e finalmente desapareceu quando ela apareceu em Batman vs Superman se tornando uma das melhoras coisas do filme. Mesmo assim, alguns descrentes desconfiavam da bela enquanto protagonista de um filme inteiro. Gal é encantadora e imponente em Mulher-Maravilha, toda e qualquer dúvida com relação a israelense desaparecem assim que ela aparece em cena. Seja nas cenas mais calmas ou na ação, a atriz brilhou e se destacou com seu carisma. Gal Gadot se provou de vez vivendo a maior super-heroína dos quadrinhos e é sem sombra de dúvidas um dos destaques do filme.

A interação entre Steve Trevor e a Mulher-Maravilha

Outro ponto a se destacar é a química entre os protagonistas. Chris Pine se destaca e muito como Steve Trevor, as cenas mais cômicas são protagonistas por ele na relação entre ele e a Mulher-Maravilha, assim como as cenas mais dramáticas. Os dois encontram uma sincronia perfeita deixando o espectador envolvido e dando importância a seus personagens a cada cena.

Trilha Sonora

A trilha sonora no DCEU continua impecável. Rupert Gregson-Williams mandou muito bem na escolha de instrumentos e conseguiu atingir o esperado do filme. Além disso, uma das trilhas sonoras que se destaca é o tema principal da Mulher-Maravilha, ouvido e amado pela grande maioria em BvS, mas com uma nova “roupagem” e acordes ele dita o tom das cenas de ação e a empolgação do telespectador. A trilha sonora é unicamente instrumental.

Fotografia

Matthew Jensen e a sua equipe foram os responsáveis pela fotografia do filme e está merece ser destacada como uma das melhores coisas do filme. A fotografia conseguiu transportar para a tela as cores o contraste de Themiscyra – toda colorida, clara e brilhante – com Londres – uma cidade cinzenta, “sem vida” e com uma paleta de cores mais escuras – , um contraste bem feito e que destacou a diferença de “mundos”, conversando com o público.

Direção

Patty Jenkins merece todos os méritos e felicitações pelo sucesso do filme, um filme tão importante no Universo expandido da DC, talvez o mais difícil à se fazer, mas que se tornou ‘simples’ mas mãos da diretora. Por ser a primeira mulher responsável por dirigir um filme de alto calibre nessa nova leva de filmes de super heróis, representando um dos maiores personagens dos quadrinhos, um ícone que representa várias e várias gerações, Jenkins também se deu bem em suas inspirações claras e sinceras ao Superman de Richard Donner, criando uma Mulher-Maravilha inocente e ao mesmo tempo forte, com cenas simples e poderosas. Jenkins também se destacou na construção da mitologia de Temiscyra e todo seu trabalho ganha força dentro do universo podendo alçar voos maiores.

Você confere a nossa critica clicando aqui. Foi assistir o filme e concorda com a lista? comente!!! Não concorda? Deixe sua opinião!!! Mulher-Maravilha está em exibição no Brasil, vá conferir!

 

facebook comments:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here