No dia 21 de novembro de 2013 os fãs de Doctor Who foram presenteados com um especial em comemoração aos 50 anos da série, intitulado de An Adventure in Space and Time, roteirizado por Mark Gatiss e dirigido por Terry McDonough mostra como a série foi produzida por uma mulher e as dificuldades do ator William Hartnell lidar com seu papel como o personagem principal da série: O primeiro Doutor.

O ano é 1963, o Diretor de Drama da BBC, Sydney Newman, precisava de uma com aproximadamente 20 minutos de duração para “tapar o buraco” na programação devido boa parte dos adolescentes assistirem ao programa de música pop Juke Box Jury, Newman decidiu então que uma série de ficção científica seria o correto para preencher esse espaço.

drwhoIntitulado como “Dr.Who” o embrião da série estava tornando forma, o novo desafio de Newman agora é encontrar alguém para produzir sua série, Don Taylor e mais tarde Shaun Sutton foram convidados para o produzirem, mas ambos recusaram. Até que Newman decide recorrer à sua antiga assistente de produção na ABC, Verity Lambert, que nunca tinha produzido, escrito ou dirigido algo, mas aceitou a oferta. Waris Hussein se tornou o diretor da série e assim a dupla começa a tirar o programa do papel. William Hartnell (David Bradley) é cotado para ser o personagem principal da série voltado para o público infantil. O interessante de ser ver no decorrer do filme é as semelhanças entre o Hartnell e o Doutor, mesmo ambos sendo rabugentos e um pouco maus, ainda há um “brilho” dentro deles.

Mudanças no elenco e na direção aconteceram de fato, e Hartnell não aceitava essas mudanças tão bem. Anos se passam e a doença (arteriosclerose) dele se agrava cada vez mais, até chegar ao ponto onde ele não aguentava mais em ser o Doutor, a partir dessa situação foi criada a famosa regeneração da série, servindo como uma desculpa para a troca de ator devido a doença.

sem-titulo-1

Durante uma hora e meia o An Adventure in Space and Time consegue emergir o telespectador para o ano de 1963 de uma maneira simples e brilhante, desde a caracterização dos atores até mesmo os momentos making-off onde é mostrado como eram feito certas coisas na série.

Como já era de se esperar, David Bradley dá um show de atuação na pele do William Hartnell, um ator de fim de carreira, já doente, ele consegue passar o desespero de Hartnell ao não conseguir mais estrelar a série e a ideia de que muitas pessoas confiam e esperam nele.

An Adventure in Space and Time serve como “prequel” para quem não só deseja começar à assistir Doctor Who como também que saber de todo o processo da produção da série, é algo lindo que não só encanta os fãs da série clássica como os da atual, um especial que vale a pena ser assistido.

REVIEW OVERVIEW
Roteiro
Direção
Elenco
Trilha Sonora
COMPARTILHAR
Artigos anterioresPremier League: Resumo da Rodada #20
Artigos posterioresCCXP Tour Nordeste 2017 inicia sua venda de ingressos
Viciado em tudo relacionado à cultura Pop, sou apenas um nerd que ainda tenta entender o máximo sobre a vida, o universo e tudo mais e que tem a franquia"Sharknado" como sua favorita.