As histórias em quadrinhos dos X-Men nunca foram fáceis, desde o preconceito, os problemas que aquelas pessoas ditas “diferentes” sofriam na nossa sociedade humana e além disso os poderosos super vilões que essa equipe tinha que enfrentar já bastavam para aquelas pessoas, mas com toda certeza encaixaram algo importantíssimo, o drama. A Vampira não pode tocar em ninguém, Jean  Grey não tem total controle sobre seus poderes, Scott Summers vive um mundo vermelho e o Wolverine… Bem, é imortal. Mas a história do Texugo é muito maior que isso, a imortalidade, os seus relacionamentos, a maneira que ele vê o mundo e como toda todos os enxergam convergem de forma poderosa em um dos melhores personagens das histórias em quadrinhos, e que vai marcar toda a geração de filmes de super heróis com seu último filme, Logan.

Julgar um filme por um trailer é difícil, muito difícil, talvez até uma forma de você estar errado, mas veja pelo lado Schrodinger da coisa: Ou eu estou totalmente errado, ou totalmente certo. O Wolverine nunca foi um personagem simples, desde seus primórdios em 1974 até Old Logan, seu ícone quadrinesco mais atual. Sua história nas suas adaptações também não foram tão boas assim, embora as adaptações não sejam tão ricas em certos elementos e tenham inúmeros aspectos negativos, se existe uma construção de personagem minimalista, ela pode estar lá, Logan é um dos personagens mais incríveis de todos, com contextos e dramas muito peculiares e que sofrem uma influência direta de outras culturas Estadunidenses e da própria vida do homem, e tudo isso inicia quando no primeiro trailer de Logan nos deparamos com Hurt, com Johnny Cash.

logan2

Todos que eu conheço
vão embora no final

Em um pequeno trecho de uma música em um trailer percebemos que tipo de filme Logan será. O primeiro filme do mutante se tornou um longa extremamente esquisito, com cenas desconexas e uma origem totalmente estranha, e posteriormente seu segundo se perde no mesmo, um roteiro problemático e uma direção desagradável. E agora como o último filme com Hugh Jackman, um ator empenhado, que tem a face de Logan encarnada em sua vida. Dois trailers nos apresentam de forma brutal o que a equipe que está fazendo Logan ser.

Um Wolverine amargurado, em um futuro incerto, com os dramas de um passado sombrio e uma falta total de qualquer tipo de espírito heroico que esse homem já teve. Logan é um homem quebrado, desde sempre, cobaia de experimentos, organismo de assassinatos, paixões não recebidas ou mortas, poucos sabem como a mente do mutante realmente se comporta, talvez a tristeza e a amargura foram algo que sempre acompanharam Logan, e é isso que percebemos quando ao som de Johnny Cash encontramos uma direção espetacular, uma produção de arte simplesmente fenomenal e um contexto brilhante, algo que tantos sonharam por tantas gerações.

legiao_AoXHpFEWwsSGbPR_yUfM14m9hQOx36ZVCckJnNgvLi

Logan tem todos os elementos que um filme precisa para dar certo, e devemos agradecer a Deadpool que inaugura o gênero do super herói +18, Logan tem violência, tem brutalidade, tem um drama que é perceptível com o decorrer dos trailers entre a jovem mutante X23 e um Wolverine que não tem mais o desejo de continuar talvez existindo, um Charles Xavier perdido em sua mente, uma ação que não é grandiosa em escala mundial  e uma história única e poderosa, e que não precisa de grandes eventos para a tornar assim.

Talvez Logan seja um marco importante para uma era onde os filmes de quadrinhos estão totalmente perdidos. A Marvel Studios com sua fórmula saturada que precisa-se para agradar um público de grande massa, com um humor excessivo e roteiros rasos e a DC Comics, com problemas internos, mudanças, roteiros que tentam demais e  que não tem certeza de seu total tom. Estranhamente é a Fox, um estúdio tão renegado que parece brilhar nos holofotes de super heróis, com Deadpool (filme de super herói indicado a Globo de Ouro, adorado pela crítica) e agora Logan, um novo futuro para o que essas histórias precisam representar. Nunca precisamos de heróis salvando o mundo, de ameaças dimensionais ou um CGI explosivo, precisamos de histórias, boas histórias, histórias únicas.

E Logan nos promete isso. Eu quero acreditar.

FWwT0cF

facebook comments:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here