Quadrinhos para as telonas é uma das coisas mais usuais e modernas do cinema hoje em dia, personagens, fórmulas, filmes, tudo isso de certa forma faz parte de qualquer fã da cultura pop e com certeza tem uma forte influência de um casamento poderoso entre cinema e quadrinhos nisso. Desde as adaptações mais antigas, aos seus ápices e agora como um dos mercados mais produtivos de Hollywood. Quando o assunto é atuação, Hollywood não poupa excelentes atores e personificações fortes, então por conta dessa ponte perfeita entre atores fantásticos e um roteiro saído de quadrinhos, resolvemos listar as 10 melhores atuações em filmes baseados em quadrinhos de todos os tempos!

10 – Tilda Swinton, Constantine e Doutor Estranho 

Em Doutor Estranho somos apresentados a figura da Anciã, uma entidade poderosa e que de forma bastante serena é interpretada por Tilda Swinton, atriz já Oscarizada. A personagem que de certa forma não precisa se sobressair, tanto por conta do roteiro é bastante bem caracterizada por Tilda que com uma atuação sublime, bem feita e com um papel de guia apresenta inúmeros conceitos daquele novo universo com uma entonação de voz calma, ao mesmo tempo emitindo um passado um tanto nebuloso e com uma cena de despedida memorável.

Em Constantine há o demônio Baltazar, com um papel razoável, mas que fica de segundo plano quando Tilda Swinton entra em cena. A mesma interpreta o anjo andrógino Gabriel de tal forma que poderia se tornar fixa. O diálogo de Gabriel com John, na igreja, saiu direto dos gibis, com falas que a personagem diz originalmente ao mago – assistir à cena em questão em live action foi deveras emocionante. Tilda já é boa por si só, mas com a direção certa conseguiu ultrapassar os limites para um filme de ocultismo – “Hellblazer”. Muitas coisas não funcionam no filme de 2005, e o anjo Gabriel de Swinton não entra nesta lista.

9 – Patrick Stewart, Charles Xavier 

Carismático, calmo, bem apresentado e com filmes que embora não sejam totalmente bons se sobressai diante as atuações, Patrick Stewart é nosso eterno Xavier, que de forma simples exala todos os conceitos que giram em torno do personagem, em seus primeiros filmes uma figura familiar, um mestre que está lá para guiar as novas mentes e como uma introdução do mundo fora da realidade que são os mutantes, além de sua entonação de voz muito bem utilizada, expressões calmas e serenas representando de forma fiel e ao mesmo tempo original o personagem, Stewart durante longos anos mostrou a faceta serena de Xavier e em Logan muda totalmente, apresentando o lado selvagem, doloroso e quebrado do que o homem com a mente mais poderosa do mundo se tornou, mas no fundo mantendo todo aquele sentimento nostálgico do que ele representa.

8 – Ryan Reynolds, Deadpool 

O Deadpool não é o personagem mais difícil de todos, agir como um verdadeiro imbecil, sarcástico e engraçado não é tão difícil, bem… Talvez seja. Ryan Reynolds que o diga, o ator quase especialista em fazer personagens meio mornos, principalmente em filmes de comédia incorpora o personagem de Deadpool de forma poderosa, embora grande parte do filme tenha uma máscara, a figura por baixo não é dramática, medrosa, ou recatada, é cem por cento do tempo totalmente desprezível, e isso saí de forma bastante natural de Reynolds, todo o humor, as piadas, o humor negro e as crueldades do personagem só vão, criando um emblema de amor e ao mesmo tempo ódio, carismático por conta de sua diferença dos outros heróis e fisgando o público de 2016 de forma única, Reynolds interpretou Deadpool com brilhantismo, uma prova disso? A indicação de Melhor Ator em Comédia pelo Globo de Ouro.

7 – Michael Caine – Trilogia Cavaleiro das Trevas 

Michael Caine tem a incrível capacidade de exceder totalmente o que seu personagem dita, em todas as mídias o Mordomo Alfred foi bem representado, mas  Caine teve um trabalho exemplar por adquirir um caráter muito mais paterno com Bruce Wayne, Michael Caine interpreta de forma singela, calma, e com momentos bastante tocantes e dramáticos. Com a ajuda de um roteiro notável o ator de forma alguma tem uma presença desmerecida ou seja tomado como o simples mordomo e acaba  se tornando uma das figuras centrais para todas as tramas dos filmes do nosso querido homem morcego.

6 – Hugh Jackman, Wolverine 

Um dos melhores personagens dos X-Men já passados para a televisão, extremamente visceral e com uma história dolorosa, Hugh Jackaman é o nosso eterno Wolverine, desde seu primeiro filme como o texugo, o ator incorpora de forma bastante analítica como aquela besta racional deveria se comportar e sua importância vai crescendo com o decorrer dos longas, até mesmo nas catástrofes que foram seus dois primeiros filmes sozinhos o ator transparece todo o sentimentalismo necessário para de certa forma um homem que nunca lidou com seus poderes, que sofreu, que foi uma cobaia para experimentos e que teve amores perdidos. Após toda essa trajetória, chegamos a Logan, sua mais memorável atuação, atuando de forma forte e visceral a face de um homem que teve seu fim há muito tempo, de um homem preocupado, de um alguém quebrado, com dor, e seu último papel como Wolverine não deixa nada a desejar, feito com esmero.

5 – Robert Downey Jr, Homem de Ferro 

É uma grande verdade que antes do filme do grandioso Tony Stark, raras pessoas sabiam sobre a existência da figura do Homem de Ferro. E o sucesso estrondoso do primeiro filme da Marvel Studios se deve a quem? Roteiro? Direção? Talvez 25% da qualidade do filme seja composto por esses aspectos e todo o resto para a belíssima atuação de Robert Downey Jr, é fácil distinguir o que é natural e o que não é, e Robert de forma extremamente natural se transforma no bilionário, egocêntrico, mulherengo e é claro o Homem de Ferro, ele é engraçado, carismático, bem entonado e com certos detalhes de atuação fantásticos, se tornando o definitivo Homem de Ferro.

4 – Michael Shannon, General Zod 

Interpretar um vilão não é fácil de forma nenhuma, ainda mais a dificuldade de interpretar uma figura que luta por um ideal até compreensível, mas tem métodos totalmente hediondos para fazê-los, totalmente psicótica e poderosa, Michael Shannon evoca tudo isso de forma grandiosa, sua atuação em O Homem de Aço não é contida, tem seus monólogos, diálogos, momentos, mas o que realmente ressalta sua genialidade artística são os momentos de total catarse, quando a figura incorpora a brutalidade de forma provocativa e em conflitos e batalhas destrói, grita e transcende totalmente a entidade maligna e vilanesca, colocando de forma sublime o que um vilão realmente representa.

3 – Christopher Reeve, Superman

Mais difícil que interpretar um vilão é interpretar um herói, principalmente quando se é o maior herói de todos os tempos. O Superman de Reeve ainda é o mais importante e o maior Superman de todos os tempos. É altruísta, poderoso, magnífico e sob a trilha sonora poderosa de John Williams ainda marca muitas pessoas, um ator que não só interpreta uma verdadeiro Deus entre os seres humanos, mas um simples jornalista, nerd e apaixonado também, modificando em segundos essas duas personalidades, o grande e o pequeno. Reeve merece nossa medalha de bronze, por ter a melhor atuação de um herói de todos os tempos.

2 – J.K. Simmons, Jonah Jameson 

Enquanto Christopher Reeve tem a melhor atuação do melhor herói de todos os tempos, nosso querido J.K. Simmons é talvez o personagem mais brilhante baseado em um personagem da Marvel, na trilogia do Homem Aranha, o chefe de Peter Parker é a representação mais sádica e chamativa de toda a trilogia, talvez inescrupuloso, insano, nervoso e com seus diálogos rápidos e excessivos, Simmons não vira um ator excessivo, vira uma das melhores atuações de personagens baseados em quadrinhos de todo o cinema.

1 – Heath Ledger, Coringa 

Embora Heath Ledger não seja o Coringa que somos acostumados pelos quadrinhos e animações, dentro do universo do Batman do Nolan ele funciona. Ah, não funciona só como o Coringa, mas como o melhor personagem da trilogia, o mais bem interpretado e o único ator de todos os tempos a fisgar um Oscar de atuação por interpretar um personagem baseado em quadrinhos. Sua atuação é diferente de tudo e é mais brilhante desde então, a figura do Coringa é absorvida de forma diferente, mas ao mesmo tempo algo que nenhum outro ator conseguiu; o medo, as risadas, as suas jogadas maléficas e toda a interpretação brilhante durante todo o filme é eterna, excede qualquer interpretação já feita em todos os outros filmes baseados em quadrinhos e com toda certeza até o momento é a mais brilhante atuação. É assustadora, ameaçadora, faz atos que realmente são vis e por fim se torna um dos melhores vilões da história do cinema.

 

 

facebook comments:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here