A maior aposta da HBO em 2016 tem poucas falhas e desperta uma sensação de Déjà vu no espectador. 

Westworld poster
Westworld poster

A televisão mudou em 1999 com a estréia de The Sopranos, e mudou de novo em 2004 com a chegada de Lost, essas mudanças foram tão relevantes que se perpetuaram no tempo: Sopranos criou Mad Men, Breaking Bad e House of Cards enquanto Lost abriu o caminho para Fringe e The Leftovers. A nova série da HBO, Westworld, tem tudo que é preciso para ser na nova década da TV o que Sopranos e Lost foram na década passada e com muito menos trabalho criativo, a série mescla tudo que um bom drama e uma boa sci fi tem e o resultado é um produto de muita qualidade que não apresenta nada de novo em uma época aonde o novo não é importante.

Westworld é uma jornada de diversos personagens, entre eles o espetacular Robert Ford (Anthony Hopkins) que criou um parque aonde o velho oeste é real. No parque somos apresentados a uma gama de antifriões (nome dado aos robores de Westworld) que fazem a história dentro daquele universo acontecer, Maeve (Thandie Newton), Dolores (Evan Rachel Wood) e Teddy Flood (James Marsden) são reflexos daquela época imaginados pela equipe do Dr. Ford.

Weestworld season 1
Weestworld season 1

A montagem de Westworld é responsável pela qualidade técnica da série, a divisão de núcleos funciona bem e lembra muito Lost. Toda a edição, os cortes propositais que mantém o mistério vivo na mente de quem assiste ao show vieram diretamente da mente de J.J Abrams que repete sua parceria com Jonathan Nolan (o criador da série) que vem desde Person of Interest. E Westworld usa de seu mistério para contar a sua história, se Lost demorou seis anos para nos ensinar sobre a vida, Westworld levou dez episódios para nos ensinar sobre a nossa existência. Viver é muito importante, a vida é uma dádiva e viver para si mesmo é um luxo que antitriões não desfrutam e humanos são segregados de ter. A mensagem de Westworld é muito importante,mas não é nova: nada da filosofia de Westworld é original. São retalhos de tudo que já nos foi apresentado e a série pode até não perder com isso, creio que só os mais críticos e velhos seriadores vão reclamar.

Westworld season 1
Westworld season 1

A continuidade da série é outro ponto forte que para os mais exigentes pode estragar a experiência, Westworld não é linear. A narrativa aproveita de sua gama enorme de personagens e nos encaminha para um season finale que não traz nada de novo, todas as teorias que foram criadas durante toda a primeira temporada do show e que foram confirmadas já eram esperadas por qualquer pessoas que assistiu a série com atenção. Westworld não é muito complexa e peca em manter o mistério vivo.

Westworld é grandiosa e está muito acima de tudo que nos foi apresentado nesse ano e mais, a série tem muito para crescer e se tornar muito mais do que “a substituta de Game of Thrones“, a série de Jonathan Nolan e Lisa Joy vai além. Todavia, ela não está imune a problemas, Jonathan Nolan tem que acreditar mais no mistério que quer contar, se forem necessárias seis temporadas que seja! Não temos pressa.

Westworld season 1
Westworld season 1

PS1: O personagem interpretado por Ed Harris é o melhor da série, falar sobre ele é spoiler e por isso essa observação.

PS2: Dolores teve o melhor desenvolvimento de todo o show, você vai do ódio ao amor pela personagem em 5 episódios.

PS3: A trilha sonora de Westworld é a melhor da TV na atualidade, simplesmente perfeita.

PS4: A unica utilidade do personagem do Rodrigo Santoro em Westworld é sexual.

PS5: Assistam o filme que dá origem à série, como eu disse, nada em Westworld é original.

Assistam Westworld, é sério.
Assistam Westworld, é sério.

facebook comments:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here