Este foi um ano de muita coisa boa e marcante na televisão americana e o Retalho Club fez uma série de listas sobre tudo de melhor que foi exibido nas telinhas, começando pelos melhores episódios exibidos em 2016.

10 – Daredevil, Segunda Temporada, Episódio 9 – Seven Minutes in Heaven

dd209

Daredevil é a maior série da Marvel no momento, a parceria com a Netflix só fez bem para a editora na TV e em sua segunda temporada a série, mesmo com suas falhas, teve momentos grandiosos. Um desses momentos está em Seven Minutes in Heaven, o melhor episódio do segundo ano da série do serviço de streaming. Sangrento e profundo, o episódio mergulha nos extremos da mente humana e nos proporciona a violência em sua forma mais crua e real que a TV pode oferecer.

Daredevil é sombria.

9 – Bates Motel, Quarta Temporada, Episódio 9 – Forever 

Bates Motel -- "Forever" -- Cate Cameron/A&E Networks -- © 2016 A&E Networks, LLC. All Rights Reserved

A psicopatia de Norman Bates foi o centro da excelente quarta temporada de Bates Motel que foi um dos destaques do primeiro semestre do ano, Norma e Norman chegam ao limite no penúltimo ano do show. E foi no excepcional Forever que Bates Motel chegou ao seu ápice. Em um dos momentos essenciais para a história do filme de 1960 a série consagra seus protagonistas em um dos planos sequências mais bem executados no ano! Forever é intenso e extremamente emocional, um episódio definitivamente inesquecível.

Leia sobre o preço pago por Norma por amar demais.

8 – Vikings, Quarta Temporada, Episódio 10 – The Last Ship

178404-1461467938

A jornada de Ragnar Lothbrok vem amadurecendo constantemente no History Channel, mas é em The Last Ship que vemos todo o futuro de Kattegat tomar forma. O episódio que marca o reencontro de Ragnar com seu irmão Rollo é incrível, toda a sequência da batalha no mar da França é marcante. “Você partiu meu coração, irmão” diz Ragnar ao ver sua frota fracassar.  The Last Ship é o melhor episódio de toda a série e consagra a primeira parte da atual temporada do show, Vikings só cresce ano após ano.

7 – The Walking Dead, Sétima Temporada, Episódio 1 – The Day Will Come When You Won’t Be

immortalized_101_mpx_1920x1080

O retorno de The Walking Dead foi carregado de todo um suspense e mistério sobre a morte de determinado personagem chegou com força. Em uma demonstração sádica e violenta do poder que os diretores e roteiristas tem sobre os telespectadores, o seu início de temporada foi brutal em todos os aspectos, o início de uma tensão constante e a morte de dois queridos personagens. Atuações que valem a pena, uma tensão imperdível, um crescente sentimento de perdição, desolação e medo. The Walking Dead chegou com tudo, e se manteve aí.

The Walking Dead é muito mais que uma série de zumbis.

6 – The Fall, Terceira Temporada, Episódio 6 – Their Solitary Way

the-fall

The Fall não é uma série comum, ela é arte. A série britânica é resultado da parceria da Netflix com a BBC Two e entrega uma das melhores histórias investigativas da Tv mundial. Their Solitary Way é a conclusão dessa incrível história, e tudo é entregue como arte. The Fall é perfeccionista e não poderia terminar de uma maneira melhor, o episódio é tenso e deixa o espectador refletindo sobre ele durante dias. Their Solitary Way é o melhor capítulo dessa que é uma das melhores séries já produzidas no Reino Unido.

The Fall mudou toda a minha concepção sobre televisão, leia mais.

5 – This is Us, Primeira Temporada, Episódio 1 – Pilot 

960

A maior surpresa da fall season de 2016 foi This Is Us, um drama familiar que está cativando o mundo. Já em seu pilot a série nos entrega uma carga emocional muito grande e nos coage a continuar acompanhando sua história, This Is Us não erra em seu episódio piloto que com toda a certeza é um dos melhores dos últimos anos. Muito mais que uma porta de entrada, Pilot é um episódio que funciona muito bem como uma história fechada e isso é pouco visto em uma série de Tv aberta, todo o reconhecimento que This Is Us vem recebendo tem motivo e basta conferir o episódio piloto para se ter certeza disso.

This Is Us é uma série que merece a sua atenção. 

4 – Westworld, Primeira Temporada, Episódio 7 – Trompe L’Oeil

evan-rachel-wood-jimmi-simpson

Uma das últimas surpresas do ano, Westworld criada e feita por Jonathan Nolan e Lisa Joy para a HBO é uma das grandes surpresas do ano, e que surpresa. Com um elenco de carga, um roteiro meticuloso, bem feito e uma história profundamente original, Westworld nos dá Trompe L’Oeil que funciona de forma espetacular tanto dentro da série como fora dela. Além da qualidade técnica que é imperdível por todo o episódio é nele que o famoso plot twist surge, e de certa forma dá uma subida no sentimento do telespectador, excluindo o que nós sentimos ao ver a série o sétimo episódio tem um embargo espetacular, uma direção espetacular e as atuações vão se modificando através dos personagens, vão se refinando e bam! Nos deparamos com um dos melhores episódios e série do ano.

3 – Mr. Robot, Segunda Temporada, Episódio 7 – eps2.5_h4ndshake.sme

review-mr-robot-s02e07-eps2-5_h4ndshake-sme_-4

Mr. Robot é uma série única, a crítica política, sua qualidade de direção, o roteiro, as atuações, é uma nova Breaking Bad cibernética e perturbada, além de seu primeiro ano ter atraído inúmeros fãs e ter embarcado os telespectadores para uma viagem imersiva nos Estados Unidos e nesse medo capitalista-urbano, o seu segundo ano volta em foco no personagem principal, Elliot. Seu sétimo episódio define muito bem os medos e as razões existentes por toda série e tem um desfecho único, Mr. Robot é famosa por surpreender e quem o acompanha desde o início com certeza se surpreende com o sétimo episódio. Extremamente meticuloso, apreensivo, questionador e ao mesmo tempo claro, eps2.5_h4ndshake.sme é espetacular.

2 – Black Mirror, Terceira Temporada, Episódio 1 –  Nosedive

black_mirror02

Nosedive iniciou a terceira temporada de Black Mirror de maneira poderosa, atraindo inúmeros outros fãs e adquirindo um sucesso momentâneo, a crítica social no episódio com certeza atingiu a todos que o viram, é de longe o melhor episódio tanto em crítica como em ritmo da terceira temporada e cria um status original em torno da série, enquanto Shut up and Dance se assemelha ao piloto da série, Nosedive trouxe algo novo e original e acima de tudo trouxe algo bom.

1 – Game of Thrones, Sexta Temporada, Episódio 9 – Battle of the Bastards

maxresdefault

Battle of the Bastards com toda a certeza merece estar no primeiro lugar da lista dos melhores episódios do ano, com uma direção impecável, um ritmo embalante e uma renovação espetacular da fantasia medieval na televisão e na própria Game of Thrones o embate entre os dois bastardos marcou época. A maneira colocada em tela, o confronto, a vitória e finalmente um sentimento positivo dentro da série com toda certeza movimentou fãs por todo o mundo e todos os seus aspectos técnicos são infalíveis. Simplesmente primoroso.

A Batalha dos Bastardos é um marco na história da TV.

Colaboração: Carlos Henrique.

A próxima lista é sobre os melhores personagens nas séries em 2016.
A próxima lista é sobre os melhores personagens nas séries em 2016.

facebook comments:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here