Nos últimos anos a Tv aberta americana tem sido esmagada pelas emissoras de Tv a cabo, com isso surgiu na internet um tipo de pseudo cults que se sentem melhores que os outros por só assistirem o puro creme de milho da HBO e AMC. Se você é esse tipo de pessoa me desculpe, mas você é chato pra c******.

Em 1954 chegava a CBS a série sobre a cadela mais famosa do mundo, Lessie, que se manteve no ar por vinte anos, anos depois no final da década de 70 era Dallas que tomava conta da audiência americana, dez anos depois Os Simpsons chegava a Tv e nos anos 90 as séries policiais viraram sinônimo de sucesso pelas redes de TV aberta. ABC, FOX, NBC e CBS são emissoras precursoras de tudo que o série maniaco chato consome.

Elenco de Lost
Elenco de Lost

É inegável que em 1999 com a estréia da maior série da história da televisão, The Sopranos, a Tv aberta ficaria atenta ao que fazer para não perder espaço na audiência, e principalmente nas premiações que tanto confirmam o sucesso e qualidade dos shows. Enquanto a HBO apresentava ao mundo Six Feet Under a ABC confiava em um jovem chamado JJ Abrams para manter sua audiência, Alias foi um fenômeno que abriu caminho para Lost na emissora. E é impossível de esquecer o Emmy de 2005 aonde a sci fi sobre os sobreviventes do Oceanic 815 calou a HBO e sua poderosa família Soprano, era a confirmação de que a TV aberta ainda tinha força para bater de frente com a liberdade criativa proporcionada nos canais fechados.

E com o fim de Arquivo X a Fox precisava se apoiar em algo, Jack Bauer e suas 24 Horas chegaram na hora certa e salvaram a emissora que emplacou logo em seguida Prison Break e um outro casal de agentes do FBI, era Bones chegando para se tornar uma febre mundial em 2005. E no meio dessa chuva de sucessos da Tv aberta os canais a cabo começaram a propagar a fórmula de Sopranos, algo que acontece até hoje, e veio Mad Men em 2007 pra assustar a todos, Tony Soprano saia para a entrada triunfal de Don Draper, e para a Tv aberta o que era ruim ficaria ainda pior, em 2008 Walter White chegava muito bem acompanhado do jovem Jex Teller e seus Sons of Arnachy. Mas a Tv aberta sobreviveria, Shonda Rhimes chegaria ao ápice com sua Grey’s Anatomy em 2007 e 2008, a novelona médica seria um fenômeno.

Bones
Bones

Ao lado da ABC, uma CBS esperta, NCIS e CSI como as séries mais assistidas do mundo! Os prêmios de Sopranos, Breaking Bad e Mad Men eram valiosos, mas o 22 milhões de pessoas ligadas no episódio da semana de NCIS valia mais. E na NBC, The Office reinava trazendo alegria para os órfãos de uma boa sitcom. Tudo isso antes da virada da década, anos preciosos para a TV. A partir de 2011 a coisa ficou preocupante, tudo muito saturado e emissoras de TV a cabo roubando todos os bons showrruners, o alerta era ligado e algo precisava ser feito.

Hoje, quase vinte anos após a era de Ouro da Tv, a ressaca bateu. Na Tv a cabo cópias de Tony Soprano, Walter White e Don Draper não acrescentam nada de novo, a tv aberta virou palco para spin offs que não acabam mais e nada é roteiro original (inclusive na tv fechada). A cinematográfica Game of Thrones suga de George R.R Martin a sua história, a emocional The Leftovers procura em Tom Perrotta a perfeição, na AMC é tudo adaptação, Preacher e The Walking Dead que nem ao menos são bons dramas! A Fox revive tudo que já a alimentou, Arquivo X veio para salvar a temporada 2015-2016 da emissora e Prison Break tem a mesma missão no próximo ano. A CBS investe em séries parecidas que acabam por cair na irrelevância dos respectivos gêneros e a ABC pressiona Shonda Rhimes a uma série nova por temporada. Há quem goste das pequenas séries da CW, o canal que não tem vergonha de ser pequeno e aprova séries com a mesma facilidade que as cancela.

Shonda Rhimes ao lado das protagonistas de suas séries que são carro chefe na ABC.
Shonda Rhimes ao lado das protagonistas de suas séries que são carro chefe na ABC.

A Tv a cabo está cheia de cliches, séries ruins que tem fama de serem boas por serem de emissoras que vivem do passado e a Tv aberta desesperadamente procura sua Dallas e Lessie do século XXI. O espectador esperto absorve o que é bom, não descarta série por emissora e não se apega a tão famosa Netflix que com prepotência quer dominar o ramo. Quem gosta de série boa mesmo procura a excelente Orphan Black no Canadá e a grandiloquente The Fall na terra da rainha. Seriador esperto não é separatista e nem burro o bastante para dizer que uma série com 22 episódios por temporada não pode ser boa ao mesmo tempo em que aplaude Vikings e ovaciona Sopranos. Abrace o que há de bom na Tv aberta ao mesmo tempo em que descarta aquela série ruim da AMC. Seja esperto, não chato.

Que saudade de The Office.

facebook comments:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here