Eu admito que escrever esse “Descosturando” para muitos não será fácil de ler. Os mais fãs desse artista que marcou a vida de muitas pessoas pelo seu carisma, pela sua generosidade e por encarnar tantas vidas, tantas emoções em pequenas frases. As suas obras que me ajudaram a não só amar o cinema, como tentar encarar a vida de uma forma mais simples e suave em momentos de grande perda, em momentos que eu achei que eu não conseguiria passar em uma simples prova. Acima de tudo, boa parte da filmografia de Robin Williams falava sobre como o amor e afeto podem mudar o mundo. Ele ensinou a amar as pequenas coisas, ensinou como amar a historia, a ver que quando se ama não existe barreira que possa nós parar, a amar o próximo como a ti mesmo, a respeitar e saber escutar um amigo.

tumblr_mcjg8zugjt1rbv0tfo1_500

Robin McLaurin Williams nasceu em Chicago, Illinois. Sua mãe Laura Smith era uma ex-modelo de Nova Orleães, Luisiana. Seu pai, Robert Fitzgerald Williams, era um executivo-sênior da empresa automotora Ford, em cargo da região do Meio-Oeste. Williams é descendente de ingleses, galeses, e irlandeses pelo lado de seu pai, e de franceses pelo lado materno. Cresceu frequentando a Igreja Episcopal, embora sua mãe praticasse a Ciência Cristã. Cresceu em Bloomfield Hills, Michigan, onde estudou na Detroit Country Day School, e em Woodacre, condado de Marin, Califórnia, onde frequentou uma escola pública, a Redwood High School. Também frequentou o Claremont McKenna College por quatro anos. Tem dois meio-irmãos: Todd (morto em 14 de agosto de 2007) e McLaurin.

Williams se descreveu como uma criança quieta, cuja primeira imitação foi a de sua avó, feita para sua mãe. Não foi capaz de superar sua timidez até se envolver com o departamento de dramaturgia, durante o ensino médio.

Em 1973, Williams foi um de vinte estudantes a serem aceitos como calouros na renomada Juilliard School, e um de apenas dois a serem aceitos por John Houseman no programa avançado daquela escola, naquele ano (o outro foi Christopher Reeve). Em suas aulas de dialeto, Williams não teve qualquer problema em dominar rapidamente todos os dialetos lecionados. Robin foi o melhor amigo e companheiro de quarto de Christopher Reeve nos tempos de estudo na prestigiada escola de música e artes cênicas Juilliard. De acordo com as memórias do ator de Super-Homem, morto em 2004, o comediante foi a primeira pessoa a conseguir fazê-lo rir após o acidente de cavalo que o deixou tetraplégico. Robin Williams deixou Juilliard três anos sua entrada, em 1976.

Após integrar o elenco do Richard Pryor Show, na NBC, programa de televisão de curta duração do comediante Richard Pryor, Williams foi escalado por Garry Marshall no papel de Mork, na série de sucesso Happy Days. Como Mork, Williams improvisava boa parte de seus diálogos, e criava ágeis cenas de comédia verbal e física, falando com uma voz aguda e anasalada. Sua aparência se tornou tão popular com os espectadores que foi criado um spinoff da série, a sitcom Mork and Mindy, que durou de 1978 a 1982. Embora interpretasse o mesmo personagem que fazia em Happy Days, o programa se passava na atualidade da época, na cidade de Boulder, no Colorado, em vez da Milwaukee do final da década de 1950 onde se passava o seriado anterior. Mork foi um personagem extremamente popular, que aparecia em pôsteres, livros para colorir, lancheiras e outras mercadorias.

A partir do fim da década de 1970 e início da década de 1980, Williams passou a atingir um público mais variado com seus espetáculos de comédia stand-up, incluindo três especiais para a HBO, Off The Wall (1978), An Evening with Robin Williams (1982) e Robin Williams: Live at the Met (1986). Ainda em 1986, Williams conquistou mais fama ao se apresentar na 58ª edição do Oscar.

Williams nos Academy Awards, em 1990.
Williams nos Academy Awards, em 1990.

Era um grande fã de Doctor Who e Jornada nas Estrelas e após ser encorajado por sua amiga a também comediante, Whoopi Goldberg, decidiu aceitar uma participação especial na série Star Trek: The Next Generation, em 1991, no episódio “A Matter of Time”, porém teve que cancelar sua aparição devido a um conflito de calendário; Matt Frewer assumiu seu lugar no papel do professor Berlingoff Rasmussen, um viajante do tempo trapaceiro. Foi oferecido a ele o papel de Charada em “Batman Eternamente” (1995), que viria a ser feito por Jim Carrey.

Williams era um ávido entusiasta de videogames, chegou até mesmo a dar o nome de sua filha de Zelda, em homenagem à Princesa Zelda, da série de jogos The Legend of Zelda; um apreciador de role-playing games e jogos online, como Warcraft 3, Day of Defeat,Half-Life, e o jogo de tiro em primeira pessoa Battlefield 2 como um sniper. Em 6 de janeiro de 2006 apresentou-se ao vivo no Consumer Electronics Show, durante a apresentação da Google. Na E3 de 2006, a convite de Will Wright, demonstrou o editor de criaturas do jogo Spore enquanto comentava sobre a aparência da criatura: “Isto aqui vai fazer um ornitorrinco parecer bonito.” Também elogiou a versatilidade do jogo, comparando-o a Populous e Black & White. No mesmo ano, foi uma das celebridades a participar do Dia Mundial do Dungeons & Dragons.

Robin Williams e sua filha Zelda Williams.
Robin Williams e sua filha Zelda Williams.

Williams e sua ex-mulher, Marsha, fundaram a Windfall Foundation, uma organização filantrópica que visa levantar fundos para diversas instituições de caridade diferentes. O ator dedicou muito às obras de caridade, incluindo o arrecadamento de fundos durante eventos como o Comic Relief. Em dezembro de 1999 cantou em francês num videoclipe com celebridades internacionais que faziam uma cover de “It’s Only Rock & Roll”, dos Rolling Stones, para a instituição Children’s Promise.

Williams se apresentou para as United Service Organizations, organizações que prestam serviço para as tropas americanas estacionadas no Iraque e Afeganistão.

Após o terremoto de 2010 na Nova Zelândia, Williams doou tudo o que foi arrecadado em sua performance da turnê Weapons of Self Destruction, em Christchurch, para ajudar no auxílio à reconstrução daquela cidade.

robin-williams-cover-ftr

No dia no dia 11 de agosto de 2014 Williams foi encontrado inconsciente em sua casa, em Paradise Cay, Califórnia, por volta do meio-dia. A causa de morte foi asfixia devido a enforcamento. As investigações da polícia norte-americana levaram a concluir que o ator teria cometido suicídio. Segundo Mara Buxbaum, agente do ator, Williams estava “lutando contra uma depressão severa.

O corpo de Williams foi cremado dias depois de sua morte e suas cinzas lançadas ao mar na Baía de São Francisco, Califórnia no Estados Unidos.

       Filmes 

Existem filmes que marcaram gerações, seja pela sua simplicidade, seu elenco carismático ou pela sua história que arrancou lágrimas de muitas pessoas no cinema. Os filmes que Robin Williams protagonizou foram sem dúvida se encaixam em todas essas categorias, agradam todos os públicos deixando com um gostinho de quero mais.

Listamos alguns dos filmes do artista para você conferir na sua casa :

1 – Patch Adams – O Amor é contagioso

” Em 1969, após tentar se suicidar, Hunter Adams (Robin Williams) voluntariamente se interna em um sanatório. Ao ajudar outros internos, descobre que deseja ser médico, para poder ajudar as pessoas. Deste modo, sai da instituição e entra na faculdade de medicina. Seus métodos poucos convencionais causam inicialmente espanto, mas aos poucos vai conquistando todos, com exceção do reitor, que quer arrumar um motivo para expulsá-lo, apesar dele ser o primeiro da turma. “

2 – Sociedade dos Poetas Mortos

” Em 1959 na Welton Academy, uma tradicional escola preparatória, um ex-aluno (Robin Williams) se torna o novo professor de literatura, mas logo seus métodos de incentivar os alunos a pensarem por si mesmos cria um choque com a ortodoxa direção do colégio, principalmente quando ele fala aos seus alunos sobre a “Sociedade dos Poetas Mortos “. “

3 – O Homem Bicentenário

” Em 2005, uma família americana compra um novo utensílio doméstico: o robô chamado Andrew (Robin Williams), para realizar tarefas domésticas simples. Entretanto, aos poucos o robô vai aprensentando traços característicos do ser humano, como curiosidade, inteligência e personalidade própria. o início da saga de Andrew em busca de liberdade e de se tornar, na medida do possível, humano. “

4 – Gênio Indomável

” Em Boston, um jovem de 20 anos (Matt Damon) que já teve algumas passagens pela polícia e servente de uma universidade, revela-se um gênio em matemática e, por determinação legal, precisa fazer terapia, mas nada funciona, pois ele debocha de todos os analistas, até se identificar com um deles. ”

5 – Jumanji

” Em 1869, dois garotos apavorados enterram um baú e, cem anos depois, o filho de um empresário descobre que dentro dele há um jogo chamado Jumanji. Quando começa a jogar com uma amiga, ele logo é penalizado a ficar na floresta até que alguém tire cinco ou oito. Como na jogada seguinte ela é atacada por morcegos, em virtude de seu posicionamento no tabuleiro, o jogo é interrompido e ele imediatamente fica preso dentro de Jumanji. Mas, vinte e seis anos depois, duas crianças começam a jogar e uma acaba libertando-o. Porém, a única forma de deixar tudo como antes é terminar a partida, mas para isto é preciso achar a participante da partida de 1969. Juntos eles enfrentam perigos, que surgem a cada jogada, e enquanto o jogo se desenrola a cidade se transforma em um caos, pois animais selvagens, plantas assassinas e até um caçador de pessoas saem do tabuleiro e vão permanecer enquanto o jogo não findar. ” 

6 – Uma Babá Quase Perfeita

” Daniel Hillard (Robin Williams) está passando por uma fase complicada, acaba de se separar de Miranda (Sally Field) e perdeu o seu emprego. Impedido pela ex-esposa de passar mais tempo com os filhos, ele tem uma idéia inusitada para recuperar a relação com as crianças. Daniel veste-se como uma senhora idosa escocesa e tenta conseguir o cargo de babá no seu antigo lar. “

7 – Uma Noite no museu 3 : O Segredo da Tumba

” O segurança Larry Daley (Ben Stiller) segue com seu inusitado trabalho no Museu de História Natural de Nova York. Determinado dia, descobre que a peça que faz os objetos do museu ganharem vida está sofrendo um processo de danificação. Com isso, todos dos amigos de Larry correm o risco de não ganharem mais vida. Para tentar salvar a turma, ele vai para Londres pedir a orientação do faraó (Ben Kingsley) que está em exposição no museu local. ” 

8 – Hook – A volta do Capitão Gancho

” Aos quarenta anos Peter Banning (Robin Williams), que um dia já foi Peter Pan, é um homem tão envolvido com o trabalho que deixou de dar atenção à família e esqueceu a sua origem. Mas o Capitão Gancho (Dustin Hoffman) seqüestra seus filhos, obrigando-o a retornar a Terra do Nunca. ” 

9 – The Birdcage : A Gaiola das Loucas

” Armand (Robin Williams), dono de um “drag nightclub”, é homossexual assumido e vive com a estrela (Nathan Lane) da sua casa noturna. Quando seu filho (Dan Futterman) diz que vai se casar com a filha (Calista Flockhart) de um senador (Gene Hackman) e que os pais da noiva decidem conhecer a família, as confusões para manter as aparências começam. “

10 – Uma Noite no Museu 2

” Larry Daley (Ben Stiller) deixou o posto de guarda noturno há dois anos, abrindo sua própria empresa. De vez em quando ele volta ao Museu de História Natural, onde trabalhava, para rever os amigos que, à noite, ganham vida. Só que o museu está prestes a passar por uma reforma visando sua modernização, o que fará com que vários dos bonecos de cera sejam substituídos por máquinas que permitem a interação com o público. Eles são enviados ao Instituto Smithsonian, em Washington, o maior complexo de museus do mundo. Um dia Larry recebe um telefonema desesperado de Jedediah (Owen Wilson), o caubói diminuto, pedindo sua ajuda. Larry invade o Smithsonian e descobre que o faraó Kahmunrah (Hank Azaria) despertou, tornando-se uma ameaça não apenas para seus amigos como para o planeta. ”

 

Não poderíamos terminar essa matéria sem dizer mais uma vez o quanto e Williams era uma ator fantástico, inigualável e que nunca sera esquecido, seja pelas suas qualidades ou sua personalidade como humano. Robin Williams faria 65 anos nessa quinta feira(21/07), 65 anos de risadas e de distribuição de amor ao mundo, uma pena que ele se sentia infeliz mesmo tendo uma legião de fãs ao seu lado que choraram de rir com ele vivo,e hoje choram ainda mais de uma tristeza misturada com alegria e boas nostalgias, pois era isso que ele queria, Robin Williams queria ver as pessoas sorrindo.

Black-Robin-Williams-RIP-Quotes-Wallpaper-Desktop