Adaptação do livro de Liane Moriarty brilhou ao usar mulheres fortes para retratar dilemas conjugais que estão impregnados na sociedade. 

Big Little Lies poster

Reese Witherspoon, produtora executiva e protagonista de Big Little Lies disse que queria entregar para mulheres uma trama sobre mulheres. Exibida pela HBO, a minissérie dividida em sete episódios é exatamente isso, uma história sobre mulheres em seu ambiente “natural”, no dia a dia de seu casamento enfrentando dilemas que sufocam e se tornam insuportáveis com o tempo.

Em Big Little Lies, Madeline Mackenzie (Witherspoon) é uma ativa integrante da comunidade de Monterey, Califórnia e lida com seu cotidiano dividido entre o casamento e a maternidade. Madeline é amiga de Celeste Wright (Nicole Kidman), uma advogada que abriu mão da carreira pelo marido Perry Wright (Alexander Skargad) e os filhos e de Jane Chapman (Shailene Woodley) recém chegada a Monterey.

Big Little Lies

Como um bom drama familiar, a célula mater da sociedade é destrinchada em Big Little Lies. Celeste é uma mulher forte com um marido abusivo, Jane tem um passado sombrio e Madeline sofre tentando ser feliz e perfeita como uma boa dona de casa (aos olhos da sociedade) deve ser,  e a maternidade é o que ronda o mistério na fria Monterey mostrada pela direção de Jean-Marc Vallée.

Big Little Lies caminha lentamente dando pistas sobre a resolução de sua trama e, inteligentemente, o roteiro de David E. Kelley inverte os papeis familiares tornando os homens da trama totalmente apáticos e passivos a suas esposas colocando em evidência o relacionamento doentio de Celeste e Perry. Tudo na Monterey de Big Little Lies é propositalmente sombrio para que as crianças que envolvem a trama ganhem um brilho inocente que entra em contraste com a maldade adquirida com o crescimento, o elenco infantil da minissérie nada mais é que uma volta ao passado do núcleo adulto.

Big Little Lies

E no centro de Big Little Lies estão mulheres fortes que vivem suas vidas de uma maneira tão intensa que uma briga entre crianças ganha uma proporção inimaginável, fica tudo pessoal demais porque família é algo pessoal demais. E em meio a relacionamentos intensos e amizades frágeis que não conseguem comportar um segredo é o estado de necessidade que une mulheres, esposas e mães por sentimentos que só estas podem ter. Big Little Lies é isso, uma trama sobre mulheres para mulheres.

Com uma trilha sonora excepcional e um elenco grandioso ainda composto por Zoe Kravitz, Laura Dern, Adam Scott e James Tupper a HBO conseguiu inicio ao seu projeto anual de adaptações, em 2018 será Sharp Objects (de Gillian Flynn, mesma autora de Gone Girl) que ganhará as telas em nove episódios também escritos por David E. Kelley e protagonizados por Amy Adams. Quanto a Big Little Lies, fica a mensagem de união e força entre mulheres e uma temporada de premiações muito promissora.

Big Little Lies

PS1: Nicole Kidman disse que chegava em casa e chorava após as gravações das cenas de violência domestica sofridas por Celeste.

PS2: a trilha sonora de Big Little Lies está disponível no spotify.

PS3: em caso de violência doméstica denuncie! Disque 180 e acima de tudo ajude quem precisa. 

 

Corre pra assistir Big Little Lies