Todos têm uma forma de lidar com problemas: alguns são mais racionais, outros emocionais e, alguns, se encontram em uma linha tênue. Costumo dizer que o caso de John Constantine é o terceiro. Um homem amargo, egoísta, sarcástico. John tem todas as características mais detestáveis possivelmente encontradas em alguém. Mas o ponto é: como ele se tornou essa pessoa? Como John Constantine se tornou um anti-herói tão odiosamente amado pela maioria? E o mais importante: será que essas são as únicas características do mago?

constantine-johnEm Newcastle é possível entender todo o temperamento/personalidade da personagem. Todo seu trauma por ter sido incapaz e irresponsável para com Astra o fez se tornar um alguém amargo, que prefere viver sozinho. Tudo por considerar a si mesmo – e sua família Constantine – uma maldição. (Você pode ter mais informação sobre a história em questão clicando aqui)

E é neste ponto que penso em John Constantine, que para alguns é o maior picareta místico, como alguém que possui uma cápsula de proteção e, não para proteger a si mesmo, mas sim para proteger as pessoas em sua volta. Como, por exemplo, Chas: um grande amigo, que John tenta manter o mais distante possível de todas as loucuras pertencentes em sua vida por se preocupar com o mesmo. Por mais que isso não funcione na prática.

hellblazer-john-constantine
Glenn Fabry

John possui diversas fases em sua vida, e as boas podem ser contadas nos dedos. Como, por exemplo, em O Senhor da Dança, onde a trama se mostra calma, te passando um sentimento puro em meio a tantas confusões e atrocidades encontradas na vida do personagem. Já em histórias como A ConfissãoAmor ImpuroHighwater – Pecados do Passado, etc, onde tudo possui uma atmosfera pesada e toda a dor de Constantine pode ser sentida, você acaba se colocando no lugar do mesmo involuntariamente.

john-constantine

É claro que Constantine não é como um Superman ou Homem-Aranha para a Vertigo. Mas o mesmo vai muito além de descrições que encontramos em Wikipedia ou qualquer outro lugar que se referem ao mesmo apenas como um “mago ocultista arrogante, negligente e individualista”. John é um personagem melodramático que usa o individualismo como uma forma de mascarar toda sua importância para com a sociedade. Afinal, não é todo dia que vemos alguém disposto a ir até o inferno por outra pessoa.

john-constantine

“FIZ MEU TRUQUE DE SEMPRE. PEGUEI ALGUMA COISA BOA E ESTRAGUEI. PEGUEI AMOR E TRANSFORMEI EM ÓDIO.”

A Panini, através deste hotsite  (aqui) apresenta a lista de materiais do personagem incluindo os já lançados pela editora com link para compra e os proximos lançamentos. É um ótimo Guia de Leitura para quem está afim de conhecer o personagem.

facebook comments:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here