“Temos que pegar, isso eu sei, pegá-los eu tentarei. Vai ser grande a emoção… Pokémon”

Nesta sexta-feira, vinte e seis de fevereiro, os fãs da cultura japonesa e games em geral receberam uma boa notícia. A Nintendo anunciou que Pokémon ganhará seus novos jogos, em novas gerações, sob o título de Pokémon Sun e Pokémon Moon. Com os novos jogos chegam junto uma nova geração de Pokémon – já deixamos de ter apenas 151 há muito tempo, atualmente são 720. E aí? Vai encarar decorar o nome de todos?

O anúncio mundial se deu exatamente um dia antes da franquia completar seu vigésimo ano de existência. Isso mesmo, vinte anos. Não é nada fácil manter um sucesso por tanto tempo assim. Pokémon já vendeu cerca de 250 milhões de jogos e gera algo que passa a casa de um bilhão de dólares, ao ano, contando também com tcg, desenho animado (eu sei que é anime) e diversos outros produtos licenciados.

Ao falar em Pokémon, a primeira imagem que lhe vem à cabeça, sem dúvidas, é o Pikachu. O ratinho elétrico é um dos personagens mais conhecidos do mundo, a exemplo de Bob Esponja, Homer Simpson, Superman e Pica Pau.

Opa, pera aí… Rato? Sim, o eterno parceiro de aventuras de Ash (você conhece esse também) é um rato, assim como diversos outros são um tipo de animal. Porém, alguns Pokémon (sem “s” no fina), estão em forma de madeira, espada, fantasmas, etc…]

025Pikachu_OS_anime_10

Acho que eu não preciso dar a explicação do que são Pokémon né? Ou preciso? Bem, Pokémon é uma abreviação para Poketto Monsuta ou Pocket Monster (monstro de bolso). Leva esse nome pois, até o maior deles pode entrar em uma capsula minúscula – as famosas pokébolas – e viajar pelo bolso de qualquer treinador.

Afina, de onde vem essa ideia maluca? Vem de Satoshi Tajiri, criador da franquia. Quando criança, ele costumava colecionar insetos e brincar com eles, como se estivessem batalhando. Com a chegada da cidade nos campos onde costumava a brincar, Satoshi tratou de arrumar outra paixão, os videogames.

Satoshi Tajiri, o criador da franquia.

O rapaz passava tanto tempo jogando que se tornou um especialista no assunto (e sua mãe falando que “esses joguinhos” não dão futuro). Quando tinha dezesseis anos de idade, ele ganhou um concurso de designer de games da SEGA (rival da Nintendo, vejam só), mas só aquilo não foi suficiente. Um ano depois, ele veio a fundar a GameFreak, junto com seu parceiro Junchi Masuda e posteriormente Ken Sugimori. Empresa de jogos que no início dedicava-se apenas a falar sobre o assunto.

Mas só falar dos jogos alheios começou a parecer chato, então Tajiri aprendeu a desenvolver seus próprios jogos, e assim, a GameFreak passou a fazer seus próprios games. No início, tanto a Sega, quanto a Nintendo trabalhavam com a empresa, mas devido a uma mudança de escritório para a sede dessa última, alguém acabou perdendo…

linkcable_top

A paixão de Satoshi não acabava por aí, e, ao ver duas crianças usando seus Gameboys conectados, sua paixão de infância reviveu. E se esses meninos pudessem compartilhar seus “insetos” e batalhar com eles, um contra o outro, como ele fazia quando criança?

E foi assim que surgiu o conceito de Pocket Monster…. Provavelmente você deve estar pensando que agora vem aquela parte da história que alguém acha o projeto maluco e fica com medo de arriscar…. Poxa, tá tão óbvio assim?

PokemonTimeSink610

Felizmente, ainda haviam algumas mentes insanas trabalhando na Nintendo, e uma delas era a de Shigeru Miyamoto – o homem por trás dos jogos do Mário e The Legend of Zelda. Ele gostou da ideia, e passou a ajudar Satoshi e seus parceiros no desenvolvimento de Pokémon Red e Green. O processo durou seis anos.

Mesmo sem grande divulgação e com grande desconfiança por parte da empresa, o jogo faz sua “estreia” em 27 de fevereiro de 1996, e, rapidamente se torna uma enorme febre, vendendo inclusive, milhões de cópias no Japão e também nos Estados Unidos.

Pokemon_-_Red_Version_-_1998_-_Nintendo

E que maneira melhor de aproveitar um fenômeno assim, do que o expandindo para outras mídias? E é assim que surge o mangá, os jogos de TCG e o anime.

A maneira mais fácil de você ter conhecido Pokémon foi através da série animada, que chegou ao Brasil pela TV Record, dentro do programa da Eliana (tá, talvez você tenha visto o anime em outro lugar, mas com certeza não foi tão épico como se você tivesse visto pelo programa da Eliana. Ela gravou até clipe)

Para ser um grande mestre Pokémon, tem que ter coragem e ser muito bom, e a equipe Rocket desafiar

Ash Ketchum (Satoshi no original, caham) é um menino de dez anos – que nunca aumentou sua idade, que vai começar sua jornada. Ele deve ir ao laboratório do professor Carvalho para escolher entre um dos três iniciais que estão disponíveis a qualquer novato. Mesmo após vinte anos, os tipos de iniciais não variam: Fogo, Água e Planta (você sabia que os Pokémon têm tipo né?). No caso da primeira geração, são eles: Charmander, Squirtle e Bulbassaur).

Entretanto, o garoto não foi capaz de chegar a tempo, e já não havia nenhum dos três disponíveis para ele. Eis que surge sua esperança, aquele que todos amamos (se não amamos, deveríamos): Pikachu. De gênio difícil, o garoto sofre até conquistar a confiança do Pokémon, que está com ele até hoje.

tumblr_mr3k9cBrTb1sxl7y7o1_500

O anime segue algumas coisas dos jogos: o treinador só pode ter até seis Pokémon na equipe, e, pode ir lutando pelos ginásios ganhando suas insígnias – oito ao todo. Após isso, ele está apto a concorrer na liga Pokémon. No caso da Liga, nos jogos você enfrenta a elite dos quatro e o campeão (os treinadores mais fortes), enquanto que no anime, é um torneio entre treinadores, com várias fases.

pokemon_origins_episode_one[1]

Apesar da grande semelhança com o protagonista dos jogos, Ash não é a mesma pessoa. Prova disso é o especial Pokémon Origins que retrata a jornada do personagem Red. Na verdade, o Ash está sim nos jogos, no Pokémon Yellow, quando você tem como inicial um Pikachu que te segue fora da Pokébola e demonstra emoções. Já o rival, bem, não podemos negar que ele seja o Gary. Até o parentesco com o professor é o mesmo.

A equipe vilã também é a mesma (podem se preparar para encrenca em dobro), porém, os membros aos quais somos apresentados não são tão assustadores assim. São os típicos “caras maus” que conquistam o público, afinal de contas, quem não amaria um Pokémon que aprendeu a falar? Meowth, seu lindo.

tumblr_nenjhj2nJ91tkiv14o3_500

O sucesso não parava, e, com isso veio a ideia de continuar os jogos, formando assim uma das franquias de jogos mais rentáveis que existem hoje. Eis que surge Pokémon Gold e Pokémon Silver (além do terceiro jogo lançado – Crystal) com mudanças significativas.

PCGSOs iniciais já não são os mesmos da geração passada, a região se chama Johto e temos aqui: Cyndaquil, Chikorita e Totodile. O protagonista já pode fazer algumas ligações, deixar Pokémon para breedarem (cruzarem), e, perceber uma clara diferença entre dia e noite. Depois de vencer essa liga, é possível ir até a região de Kanto (primeira geração), competir nos ginásios de lá.

Pokemon-Omega-Ruby-Alpha-Sapphire-1E assim foi indo até que veio a terceira geração, ambientada em Hoenn (Treecko, Torchic e Mudkip são os iniciais) onde existia uma figura feminina jogável. A garota também passou a ser protagonista do anime, quando ele passou acompanhar a geração Ruby/Sapphire, que posteriormente ganhou a versão Emerald. – E assim vem acontecendo com todos os jogos, exceto os da quinta geração.

firered-leafgreenTemos aqui um remake dos primeiros jogos, com mais histórias, mais criaturas e mais cor – além de gráficos melhores. São eles Pokémon FireRed e Pokémon LeafGreen

Pokémon_Diamond_and_Pearl_coversObviamente, de 1996 para cá, a tecnologia avançou bastante, e, os jogos acompanharam tal evolução. Com a chegada do Nintendo DS, os games mudaram de plataforma. Isso aconteceu nos jogos Diamond e Pearl – quarta geração. Que também ganhou seu terceiro jogo, o Platinum. Ambientada em Sinnoh, é possível escolher entre Turtwig, Chimchar e Piplup.

heartgold-soulsilver

A quarta geração, também trouxe remake de uma geração anterior. Dessa vez, da segunda, sob os títulos de HeartGold e SoulSilver. Sim, também era possível percorrer as duas primeiras regiões, com Pokémon atuais. Também foi possível escolher qual dos seus parceiros de equipe, o seguiria fora da pokébola, bastava deixa-lo como primeiro da equipe.

Pokemon_Black_White_NA_Boxart3_by_mjnj0726

Com a chegada da quinta geração, os jogadores mais antigos de Pokémon sentiram uma certa diferença. Em Pokémon Black/White, os gráficos eram ainda melhores, em 3D, mas, nenhum dos Pokémon antigos estavam disponíveis. Sim, já estávamos na casa dos 493 Pokémon, mas você só podia contar com eles através de trocas. Os iniciais são: Oshawott, Tepig e Snivy)

pokemon-white-2-pokemon-black-version-2-box-cover-artworks

Tá esperando eu falar do terceiro jogo da geração né? Talvez um Pokémon Grey? Não tivemos, ao invés disso, tivemos uma segunda versão de Black/White, que se passava dois anos após os jogos principais. Tínhamos aqui, uma boa expansão da pokédex (pessoalmente, escolho esses jogos, mas fica a seu critério)

troll-brain-pokemon-x-e-y-pre-venda1

Depois de três anos, os fãs são contemplados com a sexta geração, os jogos são Pokémon X e Pokémon Y, onde apenas é possível joga-los se você tiver o Nintendo 3DS. E quando você pensa, que após quase vinte anos eles não têm mais o que inventar, a mega evolução é esfregada na nossa cara. Você sabia que o Charizard ainda pode evoluir para duas maneiras diferentes? Como você consegue isso? Bem…

charizardCada Pokémon tem sua mega pedra específica, que deve estar segurando para mega evoluir durante a batalha. Já no caso do Charizard, vai depender da versão que você escolheu. Tem um para cada jogo, e alguns outros pokémon estão disponíveis apenas para um deles, como o Mega Heracross disponível para versão Y, e Mega Tyranitar para a versão X. Já os iniciais, são eles: Froakie, Fennekin e Chespin.

omega-ruby-alpha-sapphire-1940x881Ok. Nós já tivemos remake da primeira e da segunda geração. Quando teremos o da terceira? Eu lhe digo que: Agora! Omega Ruby e Alpha Shappire traz um revival da região de Hoenn, contando com tudo que já fomos apresentados até agora, incluindo as Mega Evoluções. As trocas ainda são necessárias, mas com o PokéBank, a transferência dos seus outros Pokémon das versões X/Y fica bem mais fácil – pena que não é de graça.

Caramba, com vinte anos de história, é impossível falar de tudo tão brevemente. Os jogos spin offs, mangás, filmes, anime… Penso que cada uma merece sua própria postagem, quem sabe antes da chegada da sétima né? A propósito, será mais uma geração que será recebida de braços abertos. Estamos aqui, apenas no aguardo. E com o desejo de que o sucesso dessa incrível franquia permaneça por um bom tempo ainda.

Coxinha Nerd_24bbdc3bf3d2287a69b522ee02e47643

Parabéns a todos os envolvidos!